Os 20 Principais Suplementos para Musculação

Com uma vasta quantidade de suplementos alimentares no mercado, fica difícil saber qual produto escolher ou até mesmo como tomar, e para facilitar a sua vida resolvemos juntar nesse artigo em especial, quais suplementos são mesmo necessários para o seu dia a dia.

Então aqui vai o nosso Top 20 Suplementos para musculação:

1. Whey Protein concentrado

O treino de musculação gera micro lesões na musculatura, que posteriormente precisa se regenerar para que aconteça o ganho de massa muscular. Porém, para essa regeneração acontecer envolvem outros fatores tais como: dieta adequada, descanso e boas horas de sono. Os aminoácidos são essenciais neste processo! E eles formam as proteínas, com isso um suplementos como Whey Protein é composto por vários aminoácidos: Leucina, Valina, Glutamina, lisina, Triptofano, arginina entre outros. É um suplemento curinga para musculação.

O Whey Protein, que também pode ser chamado de Whey Concentrado é um dos produtos mais conhecido do mercado nutricional, por ser um dos suplementos mais completos além de ter ótimo custo e benefício. 

O Whey é indicado para qualquer hora do dia, e foi popularizado o consumo no pós-treino, ele pode ser consumido também em outros horários que seu corpo necessite de proteína como no desjejum, antes de dormir, pré-treino ou entre as refeições. 

2. Creatina

A creatina é um dos aminoácidos substanciado dentro do nosso organismo, e é muito utilizado por nosso tecido muscular para produzir o precursor de ATP, que é a fonte de energia para a contração muscular.

É o suplemento que mais foi estudado ao longo dos anos, e talvez graças a esses estudos é possível saber que é um dos melhores suplementos que existem, peça chave em qualquer dieta de hipertrofia.

A sugestão de uso é de 3 a 9g por dia, e este é o suplemento mais indicado para musculação.

3. BCAA

O BCAA (Branch Chain Amino Acids , ou Aminoácidos de Cadeia Ramificada) é um suplemento alimentar composto por leucina, valina e isoleucina que são aminoácidos essenciais, e que o nosso corpo não produz sozinho e são obtidos a partir de uma alimentação saudável.

Quem pratica atividades físicas de alto rendimento, precisa de uma maior demanda desses aminoácidos, muitas vezes mesmo com uma dieta balanceada pode ser necessário o consumo do BCAA para auxiliar na recuperação e performance do atleta.

O BCAA pode ser consumido pré, intra e pós-treino, de acordo com a orientação do Nutricionista.

4. ZMA

O ZMA é uma fórmula mineral que foi desenvolvida também para auxiliar na recuperação, é composto por zinco, magnésio e vitamina B6. Estudos recentes afirmaram que há uma carência nutricional para quem levanta peso, que é a falta de vitaminas e minerais (zinco, magnésio) elas são essenciais para varias funções do seu organismo como a melhoria do seu sistema  imunológico. A vitamina B6 auxilia na função anticatabólica, ajudando a recuperação muscular.

É recomendado tomar ZMA no pré ou pós-treino, mas ele também ficou popularmente indicado antes de dormir, por existir relatos que ele gera relaxamento muscular por conta do magnésio.

5. Glutamina

A Glutamina é um aminoácido produzido naturalmente por seu organismo, é responsável pela imunidade do corpo. Para iniciantes da musculação, é importante saber que é comum a imunidade cair no começo por conta dos treinos, e a suplementação com glutamina pode repor os estoques de glutamina, auxiliando na melhoria da imunidade além da recuperação e manutenção dos ganhos.

Este suplemento é muito indicado por médicos no tratamento de algumas doenças autoimunes, (HIV, Câncer) doenças intestinais entre outras, pois além de auxiliar com a imunidade, a Glutamina também é muito benéfica para microbiota e tem ação reparadora na mucosa e melhora a função de absorção.

A sugestão de consumo diária varia de 5 até 10g, os horários também variam, existem bons relatos do consumo no desjejum para melhora da imunidade, ou também antes de dormir para uma ação anti-catabólica.

6. Palatinose

Palatinose é famosa marca do suplemento Isomaltulose é um carboidrato de baixo índice glicêmico, proveniente da  beterraba.  O que significa que este suplemento será absorvido lentamente pelas células intestinais não provocando elevações bruscas da insulina, devido a esta caraterística a Palatinose fornece energia constante ao seu organismo. Por ser um carboidrato de baixo índice glicêmico pode ser utilizado por diabéticos, desde que dentro de um plano alimentar adequado.

Adicione uma porção de 30g (3colheres de sopa) de palatinose em 200ml de água ou bebida de sua preferência.

Pode ser consumido no pré-treino, até 40 minutos antes.

7. Waxy Mayze

O Waxy Maize é um suplemento alimentar feito a base da glicose, que ajuda a repor glicogênio que você perde durante o treino. Além de ser  um carboidrato complexo, facilmente digerido e absorvido, e que fornece energia gradativa para o organismo e é indicado para exercícios de longa e média duração.

Fornecer energia antes, durante e após a prática esportiva de longa duração. Contém ainda a vitamina C que atua combatendo o excesso de radicais livres produzidos durante o exercício físico.

Adicione uma porção de 30g em 200 ml de água ou bebida de sua preferência.  Pode ser consumida antes, durante e após o treino.

8. Polivitamínico

Polivitamínico, multivitamínico, centrum…ou qualquer outro nome que exista no mercado, este suplemento alimentar é conhecido por vários nomes no mercado, mas todos são a mesma coisa, um suplemento vitaminico e mineral de A-Z, um tablete por dia possuí 100% da dose diária recomendada de cada vitamina e mineral.

Este produto é essencial pois nem com a dieta mais perfeita, você ira conseguir suprir 100% das necessidades que o seu corpo precisa. Mas também é importante saber, que muitas vezes seu corpo não consegue absorver toda essa dose de uma vez, e a dica da New é a seguinte divida essa porção em até 3x ao dia, com uma faca corte o tablete em 3 e consuma em diferentes momentos do seu dia, assim tendo uma melhor absorção e aproveitando ao maximo este produto.

Fornece em uma dose (1 tablete) 13 vitaminas e 9 minerais importantes para o adequado desenvolvimento do organismo.

9. Vitamina C

A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, é abundante em vegetais e frutas cítricas. Uma vitamina hidrossolúvel e potente antioxidante que ajuda a manter o tecido conjuntivo, Incluindo ossos, vasos sanguíneos, e pele, absorção de ferro, antioxidante e ajuda no sistema imunológico.

É recomendado consumir um tablete mastigável junto ao café da manhã ou junto ao jantar.

Um único tablete que aliais é muito gostoso, tem 100% da dose que o seu corpo precisa diariamente.

10. Ômega 3

O suplemento formulado com óleo de peixe, que é o Omegâ 3 um ácido graxo poliinsaturado que exerce funções importantes no seu organismo. Seus principais componentes são: o ácido alfa-linolênico (ALA), o ácido eicosapentaenóico (EPA), e o ácido docosahexaenóico (DHA). O EPA e DHA são considerados ácidos graxos essenciais. Diversos estudos demonstram que a ingestão adequada contribui para o equilíbrio da pressão arterial e dos triglicérides, além de ser muito importante para a saúde das artérias e do coração.  O consumo regular do ômega 3 também traz benefícios para o sistema nervoso (podendo contribuir no controle dos sintomas de depressão e do Alzheimer), controle da obesidade, para a saúde dos olhos e da pele, melhora de quadros inflamatórios (artrite e doenças inflamatórias intestinais) e ainda auxilia na qualidade de vida de indivíduos da melhor idade.

É recomendado consumir 1 capsula junto ao café da manhã,  após o almoço e outra após o jantar.

11. Pasta de amendoim

O amendoim possui elevada quantidade de nutrientes como proteínas, fibra alimentar, gorduras (ás boas é claro) e baixa quantidade de carboidratos. É considerado também, uma excelente fonte de vitaminas e minerais . A pasta de amendoim contém fitosteróis, ácido cumárico e resveratrol, antioxidantes que em conjunto com a vitamina E ajudam na manutenção do organismo.

É uma excelente fonte de energia e pode ser utilizada tanto para dieta de atletas como para redução e manutenção de peso, pois além de ser um alimento prático e saboroso de ser consumido, também fornece nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo, como: proteínas (aminoácidos), vitaminas, gorduras boas e carboidratos (de baixo índice glicêmico).

É indicado para pessoas que buscam aumentar o consumo de proteínas e uma fonte saudável de energia. É uma excelente opção para quem frequenta academias e também para que faz dietas de emagrecimento. A quantidade de consumo varia de acordo com a necessidade de cada pessoa.

Pode ser consumida no café da manhã e após o treino.

12. Adoçante Stevia

A Stevia é um adoçante dietético totalmente natural, desenvolvido com os adoçantes estévia e taumatina, visando atender aos consumidores que precisam adoçar seus alimentos e bebidas de maneira saudável e ainda manter seu sabor agradável. Possui apenas 1 kcal por porção, que substituindo a quantidade equivalente em açúcar reduz em mais de 95% as calorias ingeridas, ajudando naquela dieta rigida.

Recomenda-se consumir como substituto do açúcar convencional em suas receitas diárias. Utilize para adoçar sucos, café, chá ou outros alimentos e bebidas de sua preferência.

13. Coenzima Q10

A Coenzima Q10 é uma substância natural produzida por seu organismo. Ela também pode ser encontrada em certos alimentos, como carne de vaca, sardinha, espinafre e amendoim. A Coenzima Q10 é necessária para o uso eficiente do oxigênio nas células do organismo, na função de produção de energia. Também desempenha um papel de antioxidante celular, favorecendo a redução dos danos causados pelos radicais livres.

Muitas pesquisas indicam que a redução da Coenzima Q10 no organismo está associada a doenças cardíacas. Mantendo-se os níveis adequados de Coenzima Q10 observa-se o fortalecimento da musculatura do coração, um fator importante para a prevenção de ataques cardíacos. Além das propriedades antioxidantes, a Coenzima Q10 também apresenta propriedade antienvelhecimento e favorece o estímulo do sistema imunológico.

Indicado tomar em pré e pós treino.

14. Batata Doce

É um suplemento formulado exclusivamente com a batata doce roxa integral em pó, submetida apenas ao processo de secagem e moagem. Assim, o suplemento mantém todos os benefícios do consumo da batata doce roxa e integral (com cascas). Além disso, por não ter sido submetido ao cozimento, a matéria prima do suplemento mantém todos os nutrientes do alimento na sua forma natural. A batata doce é um alimento muito nutritivo. Apresenta boas quantidades de carboidratos complexos, fibras alimentares, vitamina A, E, vitaminas do complexo B, minerais como cálcio, ferro, magnésio, manganês e potássio.

Também pode ser acrescentado nas receitas diárias (bolo, pães, tortas, etc) como opção saudável de carboidratos. É muito comum ser consumida juntamente a um shake de proteína como whey protein no pré-treino.Misturar 30g (1 medidor ) em 200 ml de água ou bebida de sua preferência.

15. Colágeno

O Colágeno é uma proteína presente no nosso organismo. Sua principal função é formar as fibras que dão sustentação à pele, cabelos, unhas, ossos e cartilagens.  Com o passar dos anos ocorre uma queda progressiva de colágeno no organismo, sendo que após os 30 anos esta perda se acentua para 1% ao ano. A deficiência de colágeno começa a ser notada com a diminuição da elasticidade da pele e, consequentemente, com o aparecimento de rugas.

O colágeno hidrolisado é bem absorvido pelo organismo, fornecendo frações proteicas importantes para aumentar a quantidade de colágeno no corpo, reduzindo os efeitos causados pela sua queda.

É formulado com colágeno hidrolisado. Contém, ainda, vitaminas A, C e E e os minerais Ferro e Zinco que melhoram a absorção e o aproveitamento do colágeno pelo organismo.

Adicione uma porção de 10g em 200ml de água ou outra bebida de preferência, até a diluição total de produto. Consumir imediatamente após o preparo.


16. 
Mass Gainer (hipercalórico)

É formula de uma combinação perfeita de carboidratos, proteínas, lipídios, fibras e vitaminas e minerais, sendo um alimento completo e balanceado. Fornecendo carboidratos, proteínas, fibra, vitaminas e gorduras boas para seu organismo.

O Mass Gainer é indicado para você que necessita aumento de calorias e proteínas de execelente qualidade. Recomenda-se consumir nos intervalos das grandes refeições (lanches), antes de dormir ou após o treino.

Adicione uma porção de 130g em 250ml de água ou bebida de sua preferência. Poder ser consumido até 5 vezes por dia ou conforme orientação de médico ou nutricionista.

17. L-Carnitina

É um suplemento composto pelo aminoácido L-carnitna que pode ser sintetizado pelo seu organismo a partir dos aminoácidos essenciais. Além de possuir como principal função participar do metabolismo de lipídios, desta maneira, otimiza a oxidação dos lipídios disponibilizando mais energia para desenvolver as atividades.

Sua suplementação além da melhorar sua performance, ela também previne o estresse metabólico, auxiliando na recuperação muscular.

Ingerir 4 cápsulas, sendo 2 pela manhã e 2 antes da principal refeição do dia.

18. Albumina (egg protein)

A albumina é digerida e absorvida lentamente do que o whey protein, e mais rapidamente digerida e absorvida do que a caseína micelar. É indicado para você que necessita aumentar a ingestão de proteínas, que não seja de fonte bovina, e não apresente lactose em sua composição é uma proteína de excelente qualidade com absorção gradativa de aminoácidos para a corrente sanguínea.É ideal para aqueles que visam recuperação muscular, redução do catabolismo e hipertrofia muscular.Adicione uma porção de 30g de em 200ml de água ou bebida de sua preferência. Poder ser consumido de 2-3 vezes por dia conforme orientação de um médico ou nutricionista.

19. Pré-Treino 

O pré-treino é destinado a melhora da performance, de você que pratica atividades de média a alta intensidade e longa duração. Isto implica a melhor vasodilatação, provocando um aumento no fluxo sanguíneo, levando nutrientes e oxigênio aos músculos exercitados com mais eficiência. A combinação da beterraba (carboidrato de baixo índice glicêmico) com os carboidratos maltodextrina, waxy maize e isomaltulose permite um aumento nos estoques de glicogênio, além de otimizar seu consumo durante a prática esportiva. Isto pode ser utilizado como uma importante estratégia nos treinamentos e competições.

Destinados somente para pré-treinos.

20. Cafeína

A cafeína é indicado para você que trabalha o dia inteiro e sente cansaço durante o treino, a cafeína ajuda aumentar seu desempenho físico e auxilia na queima de gordura. Além de ajudar a reduzir fadiga, aumento de concentração e mais resistência

Recomenda-se consumir 1 cápsulas de Caffeine 210 até 30 minutos antes do treino.

 Gostou deste conteúdo? Veja também: Existe diferença entre treino de hipertrofia e definição?

 

Atividade física no frio – saiba porque você deve fazer exercícios no inverno

Você sabia que praticar exercícios no inverno para o corpo proporciona muitos benefícios únicos? A cena já é comum: academias de ginástica e parques ao ar livre mais vazios durante toda a estação fria.

Realmente é normal que o corpo fique mais indisposto e que a gente sinta aquela preguicinha de sair de casa e se mexer por completo. Mas os especialistas em nutrição e em exercícios físicos lembram que as atividades físicas praticadas no inverno podem aumentar os benefícios para a saúde do corpo e da mente, como por exemplo, mais queima de gordura. Descubra os porquês de tudo isso.

Mais queima calórica

No frio, o corpo necessita de mais calorias para se manter aquecido e isso também eleva o gasto de energia, por isso, é normal a gente sentir até mais fome ou vontade de comer nesse período. A forma de evitar o ganho de gordura corporal por conta do excesso de alimentos é praticar exercícios no inverno. O aumento do gasto de energia acaba potencializando os efeitos dos exercícios físicos e, consequentemente, as pessoas podem perder peso mais fácil e rapidamente.

Cadis

Treinos tranquilos

Os exercícios no inverno têm a grande vantagem de serem mais confortáveis. Você pode estar agora duvidando dessa informação, já que sair de debaixo das cobertas e encarar o frio é um verdadeiro desafio, mas pode confiar na afirmação. Logicamente, as temperaturas caem no inverno e isso faz com que os ambientes abertos ou fechados tenham um ar mais confortável e, claro, sem aquele desconforto do calorão que causa suor e até desidratação. E você ainda pode curtir o visual de galhos secos, folhas e flores ao chão. Só não se esqueça que é preciso estar muito bem agasalhado.

Sutt

Equilíbrio do sono

De acordo com estudos publicados na revista Mental Health and Physical Activity, pessoas que praticam, pelo menos, 150 minutos de exercícios físicos por semana, conseguem dormir muito melhor do que aqueles indivíduos sedentários ou que praticam pouca atividade física semanal. Esse fato se justifica por conta de o exercício físico deixar o corpo em alerta durante o dia e, consequentemente, mais relaxado e cansado nos períodos noturnos. Assim, as pessoas acabam caindo no sono mais facilmente e tendo uma longa noite de sono tranquilo e profundo.

Combate ao sedentarismo

Fazer exercícios no inverno evita que as pessoas sejam vítimas do sedentarismo, uma das principais doenças do século atual. O sedentarismo corresponde à falta ou à quantidade insuficiente de atividades físicas praticadas. As consequências da enfermidade são: hipertensão arterial; dores nas articulações do corpo; obesidade; mal condicionamento físico, entre muitos outros problemas mais moderados e até graves. Os médicos e os educadores físicos recomendam que as pessoas pratiquem, no mínimo, 30 minutos de atividade física por dia.

ClAM

Exercícios para praticar no inverno

Se você costuma torcer o nariz quando o assunto é praticar uma atividade física, saiba que o caminho para começar a ter gosto por exercícios é procurar alguma coisa que realmente te proporcione satisfação. De nada adianta frequentar salas de musculação se você não curte o ambiente da academia. Existem muitos tipos de exercícios físicos e de esportes, com certeza, você vai encontrar um que tenha tudo a ver com o seu perfil. É possível fazer treinos de alta intensidade, como:

  • Corrida;
  • Pedalas em grupos de rua;
  • Natação;
  • Crossfit;
  • Treino funcional;
  • Aula de jump, entre outros.

InVeiEv

Ou optar por exercícios menos intensos, por exemplo: caminhadas; yoga; pilates; aulas de alongamento e muito mais.

Cuidados específicos

É preciso também tomar algumas cautelas antes, durante e depois de praticar exercícios no inverno. Lembre-se sempre de se agasalhar muito bem com roupas leves e muito confortáveis, o seu tênis também precisa ser próprio para determinada atividade física e não deve apertar os pés.

Aear

Procure se alongar antes e depois das atividades a fim de evitar lesões e dores. Tenha sempre uma garrafinha com água para evitar a desidratação. Atente-se a sua respiração e a sua temperatura corporal. Qualquer dúvida, peça auxílio a um profissional de Educação Física. Também é recomendável que você consulte um médico antes de começar qualquer atividade física.

Além disso tudo, é de extrema importância que você tenha uma alimentação muito bem equilibrada, independente da sua atividade física e do seu tipo de treino. Quem come alimentos saudáveis em momentos corretos tem muito mais saúde e, consequentemente, condição para praticar exercícios em todas as estações do ano.

FrAtfarangototetenraomte

Por isso, procure comer bastante frutas, verduras, legumes e beba muita água. A moderação para os alimentos também é essencial, exageros nunca são bons. Aqui no blog é possível encontrar informações e dicas para dietas específicas, não deixe de conferir. E se preciso, consulte um nutricionista de sua confiança. Certamente, com todas essas dicas, você vai ter muito mais prazer e resultados ao praticar atividades físicas durante todo o inverno – e também em outros momentos do ano.

Veja também: 

Como fazer um pré-treino perfeito

Apesar da definição simples de pré-treino, muitas pessoas permanecem com dúvidas a respeito desta etapa tão importante no treinamento. Essas dúvidas começam até mesmo na definição do termo. Há diferentes “conceitos” por cima da palavra e, para que não reste nenhuma dúvida a respeito, você saberá de tudo sobre o pré-treino aqui.

O que é o pré-treino?

PRE-TREINO-jpg

Em termos práticos, o pré-treino designa toda a preparação alimentar e nutritiva que é feita propriamente antes de o treino acontecer. Isso significa que tudo aquilo que é trabalhado em preparação antes do treino, recebe essa categorização.

O termo não é excludente, mas essa designação técnica diferencia de outras práticas pré-treino, como por exemplo, o “aquecimento pré-treino”, que é outra etapa do treinamento. Então, não confunda: em termos gerais, tudo aquilo que antecede e é preparativo para o treino, é chamado de pré-treino: tanto o aquecimento e alongamento, quanto a alimentação, suplementação. Ao mesmo tempo, é comum se referir ao pré-treino apenas com relação à suplementação e alimentação. Ok?

pre-treino-1-pugliese

A importância do pré-treino

Todo mundo sabe que o treino, assim como qualquer outra atividade física consome energia do organismo. O pré-treino serve para que a pessoa prepare seu corpo da melhor maneira possível, para que o consumo dessa energia seja mais proveitoso. Isso abre precedentes para as duas formas de preparação: a alimentação e a suplementação.

A diferença entre ambos é bastante simples. Ambas têm foco na ingestão dos nutrientes certos para que o corpo esteja preparado para a realização do treinamento, gerando energia suficiente de acordo com o objetivo do treinamento. Porém, a alimentação é o processo comum de ingestão de alimentos e a suplementação pode ser tanto a ingestão de soluções que complementam essa alimentação, como também uma alternativa rápida.

pretreino 

Se preparar para o pré-treino, no entanto, não é apenas escolher os nutrientes que serão ingeridos, outros fatores são importantes para determinar não apenas que essas fontes de energia funcionarão, como também se comportarão devidamente dentro do seu organismo.

Cada pessoa funciona de um jeito, então, alguns pontos importantes devem ser levantados antes de se preparar uma alimentação pré-treino, como por exemplo:

  • O tipo de esporte é o primeiro diferencial na hora desta escolha. Exercícios aeróbicos e anaeróbicos (que, apesar de não se resumirem a isso, geralmente são classificados como exercícios mais comuns para treinos amadores e outro mais para profissionais) e também a escolha da própria intensidade do exercício.
  • Além desses fatores externos, conhecer seu próprio corpo alterará a dieta. É preciso saber como seu corpo e mente estão, já que o estresse de ambos influenciará na digestão e no próprio exercício. Enquanto isso, pessoas com problemas gastrointestinais ou ainda com alterações hormonais precisam olhar para a alimentação com muito mais cuidado devido ao possível organismo já sensibilizado.1114-Nutrifitness-Alimentacao-pre-treino-site

Tipos de pré-treino

Essa diferenciação é importante já que os tipos de treino requerem preparações distintas. Quem deseja hipertrofia muscular, por exemplo, terá no pré-treino o consumo de carboidratos de absorção lenta, evitando que o organismo utilize a própria massa muscular para fornecer energia para o treino. Por outro lado, quem busca perder de peso, focará em alimentos que favoreçam o emagrecimento, já que o objetivo, neste caso, é gastar mais energia do que consumir. E é daí que entram as dietas balanceadas para cada uma das situações.

GOSTy

Sugestões de alimentação para o pré-treino

Na hora de se alimentar, levando em consideração tudo o que você já aprendeu até aqui, há um consenso sobre os nutrientes que essa alimentação deve ter: carboidratos de índice glicêmico baixo ou médio, proteínas e, claro, bastante hidratação. Vitaminas e minerais também fazem parte da lista “básica” e outras variáveis podem ser adicionadas de acordo com detalhes como: o horário em que ocorrerá o pré-treino e, mais individualizado, o organismo da pessoa.

O tempo é importante fator e um dos mais comuns de serem desrespeitados. Muitas pessoas utilizam de uma pequena janela de tempo para se alimentar e então treinarem (um evento comum, já que o dia a dia atribulado de trabalho e estudos geralmente deixa pequenas janelas vagas para uma ou outra atividade). O erro acontece, no entanto, quando a pessoa resolve comer “qualquer coisa” para não ficar de barriga vazia e, dependendo do que for consumido (e, também, do que não for consumido) todo o treino pode ser um desperdício de tempo, tanto para quem deseja a hipertrofia muscular, quanto o emagrecimento.

remedios-caseros-para-la-gastritis

O ideal é regrar-se com relação à alimentação e horário. Neste aspecto, os especialistas são enfáticos: refeições completas devem acontecer pelo menos uma hora e meia antes do treino (com tolerância de até uma hora, no máximo). Neste caso, carnes magras como peixe e peito de frango, leite e clara de ovo são as melhores indicações para proteína; enquanto para os carboidratos, batata (doce e inglesa), frutas e o trio integral: massa, arroz e pão.

Ainda assim, é comum haver refeições com intervalo menor de uma hora. Neste caso, é indicado optar por alimentos líquidos ou pastosos, o que nos leva à seguinte solução: os suplementos pré-treino.

Sugestões de suplementos pré-treino

São os práticos produtos que complementam a alimentação de uma refeição, oferecendo tudo aquilo que os alimentos possuem, porém de forma concentrada. Essa praticidade é opção de muitos, tanto pela comodidade, quanto pela urgência.

Como o próprio termo diz, o suplemento pode aperfeiçoar o desempenho do treino, cada qual com uma função bem específica. Há suplementos para estimular a disposição, melhoria no processo de recuperação muscular, fornecimento de energia, aumento do rendimento muscular e entre outros.

pre-workout-sabor-melancia-_1

Algumas soluções concentram diferentes aperfeiçoamentos em apenas um produto, como é o caso do Pre-Workout da New Nutrition. Trata-se de uma solução para aumentar a resistência e melhorar o desempenho durantes os treinos. Possui carboidratos, aminoácidos, substâncias ergogênicas, vitaminas e minerais.

 

 

Veja também: