Quais os melhores suplementos para quem participa de competição

Atletas e entusiastas bem sabem que os treinos e as competições podem ter resultados melhores a partir da ingestão de alguns suplementos específicos. Isso porque os complementos alimentares costumam apresentar maiores quantidades de nutrientes e vitaminas do que aqueles presentes em alimentos naturais, além disso, os suplementos também podem ser ingeridos de uma forma prática e rápida.

Mas o fato é que, atualmente, existem inúmeros tipos de suplementos disponíveis no mercado. Como saber qual é o mais indicado para participantes de cada modalidade esportiva? Preparamos um apanhado de informações a respeito de suplementos certos para diferentes atleta, confira.

Suplementos para competição: energéticos
Para os esportes: futebol, lutas, basquete, corridas de grandes velocidades e também para a musculação.

Os suplementos energéticos, como o próprio nome já indica, propiciam altas quantidades de energias para o corpo. Sendo eles, batata doce em pó, Palatinose, Waxy Maize, Maltodextrina.

               

Além disso, contribuem para o aumento das reservas de energia utilizadas em exercícios físicos anaeróbicos de alta intensidade. Também estimula o processo de produção de ATP, assim, a toda a estrutura muscular consegue trabalhar em níveis maiores e muito mais rápido sem que o corpo sinta cansaço e a Cafeína contra cansaço mental e resistência.

Suplementos para competição: proteicos
Para atletas da natação, do futebol, do levantamento de peso, da ginástica olímpica, da musculação, entre muitos outros.

Você já deve ter ouvido que as proteínas são substâncias cruciais no processo de desenvolvimento, recuperação e manutenção de massa magra (músculos), por isso, muitos atletas focam na alimentação rica em proteínas.

O melhor é poder recorrer a suplementos que suprem toda a necessidade que os alimentos naturais não resolvem, além disso, esses tipos de suplementos acabam sendo uma fonte fácil e mais rápida de proteínas. O suplemento de proteínas mais famoso da atualidade é o Whey Protein. É possível também ingerir suplementos proteicos. Albumina, proteína da carne vermelha e as vegetais, arroz e ervilha.

Suplementos para competição: compensadores
Indicados para os atletas que têm uma grande necessidade de nutrientes e vitaminas diariamente.

                     

Os suplementos compensadores são produtos que apresentam: carboidratos, lipídios, proteínas, vitaminas e minerais. Todas essas substâncias são fundamentais para que os competidores estejam com um corpo saudável antes, durante e após as competições. O indicado é investir em suplementos que apresentem esse combo de nutrientes ou que, pelo menos, tenham a maioria daquelas substâncias. 

Suplementos para competição: aminoácidos
Indicados para práticas esportivas de longa duração ou de alta intensidade, por exemplo: ciclismo, vôlei, artes marciais, corridas, triatlo, surfe, tênis e muito mais. 

 

Os suplementos feitos de aminoácidos são ideais para o aumento da massa muscular magra e também para a reposição muscular. Os aminoácidos BCAAs de cadeira ramificada são os: Leucina, Isoleucina e Valina.

 

 

Suplementos para competição: termogênicos
Para atividades físicas aeróbicas de alta intensidade ou ainda de longa duração, como, por exemplo: pedalada, corrida, treinos HIT, natação, futebol, entre outras.

Os suplementos de termogênicos são compostos de substâncias que promovem a aceleração do metabolismo e, assim, promovem mais energia para os treinos e também para aumentar a queima de gorduras. Algumas substâncias com ação termogênica são: cafeína e o guaraná. Os suplementos termogênicos, geralmente, são fabricados em fórmula de cápsula ou em pó.

                                       

Suplementos para competição e a importância das boas práticas

Esportistas de diferentes modalidades sabem que o segredo de um bom desempenho não advém apenas da suplementação. A atividade física é um dos pré-requisitos para um corpo plenamente saudável, entretanto, é necessário que alimentação esteja em dia para que o resultado seja favorável.

Isso significa que a suplementação deve estar inserida em uma dieta voltada para a pessoa, com o devido acompanhamento nutricional realizado e também com o conhecimento de qualquer tipo de suplementação utilizada.

Neste contexto, a loja virtual da NewNutrition é uma das melhores indicações para quem procura suplementos de qualidade e também com preços acessíveis. A loja é conhecida por oferecer produtos exclusivos, feitos com matéria prima de qualidade, assim como também apresentar um grande conjunto de informações em suas páginas de produto.

E mantendo os benefícios também em alta, a loja traz muitos produtos em embalagens práticas e econômicas, funcionando como um refil e possibilitando, assim, diminuir o custo final do produto.

A loja também contém todos os tipos de suplementos que foram mencionados anteriormente no texto e muitas outras opções de produtos para uma suplementação e prática de esporte saudável Vale a pena conferir a página virtual e garantir as melhores opções para manter o corpo em forma.

Veja também: 

Triptofano é o mais novo lançamento da NewNutrition

Sempre trazendo mais novidades para seus clientes, a NewNutrition apresentou, no último mês de julho, a sua versão em cápsula do triptofano, um aminoácido essencial para o organismo, mas que não é produzido naturalmente pelo nosso corpo, tendo que ser necessariamente ingerido. Seu funcionamento e valor nutritivo está comumente associado ao cérebro, onde é utilizado para criar a serotonina junto a outras vitaminas. Isso significa que o Triptofano auxilia nos processos do sono e também no humor das pessoas.

Assim como outros suplementos, há várias informações a respeito, que você precisa saber antes de consumir. Para ajudar nesta tarefa, listamos aqui algumas das principais informações sobre o triptofano.

O que é?

O Triptofano, chamado também de L triptofano, é um aminoácido extremamente importante ao organismo humano, uma vez que ele é responsável pelo crescimento comum e também pela síntese proteica, além disso, tem a função de regular vários mecanismos fisiológicos. É encontrado na corrente sanguínea ou em proteínas transportadoras. O triptofano é adquirido por meio de uma alimentação balanceada em proteínas animais e vegetais.

Para que serve?

O Triptofano, usado juntamente com algumas vitaminas, como, por exemplo, a B3 e também com o magnésio, age como um verdadeiro formador e condutor de serotonina. Como ela é um dos elementos importantes para o sono e também para o humor, sem uso se dá em diferentes ocasiões e necessidades (listadas abaixo).

Ainda assim, a quantidade de triptofano ingerida em alimentos não afeta diretamente a produção da serotonina no sistema nervoso. A quantidade de aminoácidos oriundas desses alimentos fazem com que o organismo tenha que selecionar a quantidades específicas de cada um deles, fazendo com que parte do triptofano não seja aproveitada.

Quais os benefícios?

  • Alívio ou solução absoluta dos sintomas da Tensão Pré-Menstrual (TPM), uma vez que a serotonina promove melhoras no bom humor.
  • Prevenção à depressão, pois a serotonina também evita o mau funcionamento de demais hormônios e ligações no cérebro.
  • Controle de peso, já que o aumento do nível de serotonina, por meio do Triptofano, libera sensações de conforto e saciedade em relação aos alimentos. O emagrecimento também pode se tornar mais fácil com essa substância em questão.
  • Distúrbios alimentares, a sensação de saciedade também está diretamente ligada à prevenção de distúrbios da alimentação.
  • Insônia, a serotonina também funciona como uma verdadeira indutora do sono de modo natural.

Para a ação dos benefícios citados anteriormente, o Triptofano precisa estar em fusão com a serotonina (comunicação entre as células nervosas), assim como a melatonina, outra substância dependente do Triptofano.

Mas vale lembrar que a melatonina é produzida somente à noite e em ambientes com pouca ou nenhuma luz, além de exigir pouco barulho e temperatura confortável para o corpo humano. O que acontece é que nem todos os indivíduos apresentam essas perfeitas condições para a ação adequada do triptofano – aliás, algumas pesquisas mostram quantidades muito baixas de triptofano, serotonina e melanina no organismo.

As baixas concentrações dessas substâncias, sobretudo, da serotonina podem causar muitos outros problemas para homens e mulheres, como: ansiedade, sonolência diurna, vontade descontrolada de comer doces, irritabilidade, entre outros. Por isso, a ingestão do suplemento de Triptofano da NewNutrition é muito indicada para diferentes públicos.

Existem possíveis contraindicações?

Sim. Mulheres gestantes ou lactantes devem consultar um médico para saber se é possível consumir o Triptofano sem estar vulnerável a riscos para a própria saúde ou para o estado do bebê. Além disso, quem faz uso de remédios antidepressivos, ou possui problemas psicológicos, também deve questionar o seu médico sobre essa substância em pauta.

Em quais alimentos o triptofano é encontrado?

Queijos, chocolates, amendoins, castanha de caju, ovos, peixe, soja, carne de frango, leites e vários outros alimentos têm ricas quantidades de Triptofano.

Como consumir? 

O suplemento de triptofano é fabricado em formato de cápsulas. O modo correto de ingestão é de uma cápsula por dia antes de dormir.

Qual o modo de conservação? 

É preciso conservar o produto em local arejado, fora do calor e da umidade. Depois de aberto, o correto é consumir todo o produto em até 120 dias.

Composição do Triptofano

Os ingredientes são: L-Triptofano, antiumectantes carbonato de cálcio e dióxido de silício. Composição da Cápsula: gelatina, glicerina (umectante), água, dióxido de titânio e laca azul. Não contém glúten.

O Triptofano da NewNutrition está disponível em duas opções de frascos com 60 ou 120 porções de 500 mg cada.

 

Outras dicas

Antes de começar a ingerir qualquer suplemento e de adotar um novo estilo de vida, é recomendável consultar um médico e/ou um nutricionista. Somente esses profissionais são capazes de te indicar uma alimentação balanceada a o consumo de produtos específicos. Vale sempre lembrar também que as atividades físicas são excelentes para proporcionar mais saúde e condicionamento físico a homens e mulheres, mas também é importante verificar suas condições físicas atuais com um médico.

Agora que você já sabe tudo sobre Triptofano, não perca mais tempo e confira loja virtual da NewNutrition. Há ainda muitos outros produtos que podem ser ideais às suas necessidades e preferências.

Veja também: 

Saiba mais sobre CrossFit: dos exercícios aos suplementos usados

Atualmente, o CrossFit é um esporte muito famoso no Brasil por causa dos resultados para o corpo, que superam as expectativas dos atletas. Como exige muita dedicação e esforço, geralmente é acompanhado de uso de bons suplementos para auxiliar o organismo a se preparar e repor os nutrientes necessários.

Esta modalidade de exercício é um tipo de condicionamento físico, com atividade de levantamento de peso, ginástica olímpica e práticas voltadas para condicionamento metabólico, como corrida, remo e ciclismo. Baseia-se em movimentos funcionais, com profunda intensidade e grande variação, promovendo uma adaptação fisiológica integral a todos os praticantes.

Saiba mais sobre CrossFit: dos exercícios aos suplementos usados!

Originalmente é uma marca registrada internacional de uma empresa norte-americana, a CrossFit Inc. Ela promove cursos e treinamentos pelos quais transmite sua metodologia de trabalho, criadas pelo preparador físico Greg Glassman. Através da prática desse esporte é possível potencializar a resistência cardiorrespiratória, força, agilidade, velocidade, coordenação, flexibilidade e potência.

Mas não pense que pode ser realizado de qualquer maneira, a essência do CrossFit se dá justamente na precisão dos movimentos e na agilidade de sua execução. Caso contrário, os resultados podem ser problemas musculares e nas articulações, pois o treino não foca só uma parte do corpo, mas sim em trabalhar várias partes do corpo em um treino único.

Quem pode praticar CrossFit?

Nos Estados Unidos, o CrossFit é bastante praticado em academias de polícia, grupos de operações táticas, como o SWAT, o exército e atletas. Mas não precisa se assustar, qualquer pessoa pode fazer os exercícios.

Saiba mais sobre CrossFit: dos exercícios aos suplementos usados!

A modalidade CrossFit é muito versátil e pode ser facilmente adaptada aos mais diferentes tipos de pessoas, inclusive idosos. Como o foco vai além do fortalecimento muscular, é vantajoso também para mobilizar as articulações, melhorar o equilíbrio e a coordenação motora.

Ainda que qualquer pessoa possa ser um adepto de CrossFit, não é um esporte fácil, pois abrange uma ampla variação de exercícios e rotinas, exigindo o máximo do seu corpo. Por isso, quem pratica CrossFit, na maioria das vezes, precisa de suplementos, para ter suas necessidades nutricionais atendidas.

   Saiba mais sobre CrossFit: dos exercícios aos suplementos usados!    Saiba mais sobre CrossFit: dos exercícios aos suplementos usados!     Saiba mais sobre CrossFit: dos exercícios aos suplementos usados!

É muito importante ficar atento caso pretenda começar, pois o CrossFit é uma metodologia de treinamento patenteada e apenas as pessoas devidamente registradas e os estabelecimentos credenciados é que podem vender este tipo de serviço, de modo que os professores precisam seguir uma determinada linha de trabalho, onde alguns exercícios são pré-traçados.

Tipos de Exercícios praticados no CrossFit

Há uma grande variação de exercícios, com diversos níveis de complexidade, que podem ser adequados, por isso é indicado para todos os tipos de público, do sedentário ao atleta profissional. O mais importante é conhecer os limites do corpo e respeitá-los.

Saiba mais sobre CrossFit: dos exercícios aos suplementos usados!

A técnica de treinamento é baseada no WOD (Workout of the Day ou exercício do dia), com duração de 45 a 50 minutos, aproximadamente. Esse tempo é dividido em exercícios de aquecimento, força, técnica e potência.

Os exercícios fundamentais do CrossFit são:

Cíclicos – correr, pedalar, nadar e remar.

São atividades que auxiliam no desenvolvimento das principais vias metabólicas, aeróbica, anaeróbica, lática e alática.

Ginásticos –  Salto, barra, flexão, parada de mãos, rolamentos, etc.

Técnicas derivadas da ginástica artística, tem como única fonte de resistência o peso corporal e serve para desenvolver a capacidade de controlar o corpo. Esses exercícios melhoram muito a força, resistência, agilidade, flexibilidade e precisão.

Levantamento de Peso

Atividades de levantamento olímpico, arremesso, arranco de peso, agachamento pela frente, entre outros.  O foco está nas capacidades de potência e aplicação de força no corpo em sequência correta, ou seja, partindo do centro do corpo para a extremidades.

Esses três tipos de exercícios são responsáveis por um aumento significativo de resistência cardiorrespiratória e muscular, força, flexibilidade, potência, velocidade, coordenação, agilidade, equilíbrio e precisão.

Onde praticar CrossFit

Hoje o Brasil é o segundo país com mais boxes (ginásios e academias) de CrossFit autorizados no mundo e está crescendo ainda mais. Você pode encontrar um local autorizado consultando o site oficial da CrossFit Inc., lá é possível encontrar um mapa global com todos os lugares.

Suplementos destinados aos praticantes de CrossFit

O atleta desse esporte tem muitos benefícios com o uso de suplementos, já que ele precisa de mais nutrientes, aminoácidos e energia. Como os exercícios de CrossFit são bastante diferentes entre si, não é recomendável usar apenas um produto, é necessário investir em uma combinação de suplementos para atingir resultados satisfatórios.

Saiba mais sobre CrossFit: dos exercícios aos suplementos usados!

Os suplementos ajudam o organismo a funcionar corretamente, pois o corpo precisa de uma grande variedade de nutrientes, vitaminas e minerais para se manter saudável. Os suplementos mais indicados para o CrossFit são: Creatina, Whey Protein, BCAA, glutamina multivitamínicos, maltodextrina, L-carnitina.

Eles são recomendados porque oferecem os seguintes benefícios: aumento de força e energia, melhora a resistência, redução do tempo de recuperação, redução dos riscos de lesão, diminuição de dores musculares, aumento da resistência muscular e das articulações, aumento de massa muscular, aumento na síntese de proteínas, reduz o risco de deficiências nutricionais, aumenta a imunidade, entre outros.

Saiba mais sobre CrossFit: dos exercícios aos suplementos usados!

Na loja virtual da NewNutrition é possível encontrar suplementos com melhor custo-benefício e contar ainda com a qualidade dos produtos.

Veja também: 

Atividade física no frio – saiba porque você deve fazer exercícios no inverno

Você sabia que praticar exercícios no inverno para o corpo proporciona muitos benefícios únicos? A cena já é comum: academias de ginástica e parques ao ar livre mais vazios durante toda a estação fria.

Realmente é normal que o corpo fique mais indisposto e que a gente sinta aquela preguicinha de sair de casa e se mexer por completo. Mas os especialistas em nutrição e em exercícios físicos lembram que as atividades físicas praticadas no inverno podem aumentar os benefícios para a saúde do corpo e da mente, como por exemplo, mais queima de gordura. Descubra os porquês de tudo isso.

Mais queima calórica

No frio, o corpo necessita de mais calorias para se manter aquecido e isso também eleva o gasto de energia, por isso, é normal a gente sentir até mais fome ou vontade de comer nesse período. A forma de evitar o ganho de gordura corporal por conta do excesso de alimentos é praticar exercícios no inverno. O aumento do gasto de energia acaba potencializando os efeitos dos exercícios físicos e, consequentemente, as pessoas podem perder peso mais fácil e rapidamente.

Cadis

Treinos tranquilos

Os exercícios no inverno têm a grande vantagem de serem mais confortáveis. Você pode estar agora duvidando dessa informação, já que sair de debaixo das cobertas e encarar o frio é um verdadeiro desafio, mas pode confiar na afirmação. Logicamente, as temperaturas caem no inverno e isso faz com que os ambientes abertos ou fechados tenham um ar mais confortável e, claro, sem aquele desconforto do calorão que causa suor e até desidratação. E você ainda pode curtir o visual de galhos secos, folhas e flores ao chão. Só não se esqueça que é preciso estar muito bem agasalhado.

Sutt

Equilíbrio do sono

De acordo com estudos publicados na revista Mental Health and Physical Activity, pessoas que praticam, pelo menos, 150 minutos de exercícios físicos por semana, conseguem dormir muito melhor do que aqueles indivíduos sedentários ou que praticam pouca atividade física semanal. Esse fato se justifica por conta de o exercício físico deixar o corpo em alerta durante o dia e, consequentemente, mais relaxado e cansado nos períodos noturnos. Assim, as pessoas acabam caindo no sono mais facilmente e tendo uma longa noite de sono tranquilo e profundo.

Combate ao sedentarismo

Fazer exercícios no inverno evita que as pessoas sejam vítimas do sedentarismo, uma das principais doenças do século atual. O sedentarismo corresponde à falta ou à quantidade insuficiente de atividades físicas praticadas. As consequências da enfermidade são: hipertensão arterial; dores nas articulações do corpo; obesidade; mal condicionamento físico, entre muitos outros problemas mais moderados e até graves. Os médicos e os educadores físicos recomendam que as pessoas pratiquem, no mínimo, 30 minutos de atividade física por dia.

ClAM

Exercícios para praticar no inverno

Se você costuma torcer o nariz quando o assunto é praticar uma atividade física, saiba que o caminho para começar a ter gosto por exercícios é procurar alguma coisa que realmente te proporcione satisfação. De nada adianta frequentar salas de musculação se você não curte o ambiente da academia. Existem muitos tipos de exercícios físicos e de esportes, com certeza, você vai encontrar um que tenha tudo a ver com o seu perfil. É possível fazer treinos de alta intensidade, como:

  • Corrida;
  • Pedalas em grupos de rua;
  • Natação;
  • Crossfit;
  • Treino funcional;
  • Aula de jump, entre outros.

InVeiEv

Ou optar por exercícios menos intensos, por exemplo: caminhadas; yoga; pilates; aulas de alongamento e muito mais.

Cuidados específicos

É preciso também tomar algumas cautelas antes, durante e depois de praticar exercícios no inverno. Lembre-se sempre de se agasalhar muito bem com roupas leves e muito confortáveis, o seu tênis também precisa ser próprio para determinada atividade física e não deve apertar os pés.

Aear

Procure se alongar antes e depois das atividades a fim de evitar lesões e dores. Tenha sempre uma garrafinha com água para evitar a desidratação. Atente-se a sua respiração e a sua temperatura corporal. Qualquer dúvida, peça auxílio a um profissional de Educação Física. Também é recomendável que você consulte um médico antes de começar qualquer atividade física.

Além disso tudo, é de extrema importância que você tenha uma alimentação muito bem equilibrada, independente da sua atividade física e do seu tipo de treino. Quem come alimentos saudáveis em momentos corretos tem muito mais saúde e, consequentemente, condição para praticar exercícios em todas as estações do ano.

FrAtfarangototetenraomte

Por isso, procure comer bastante frutas, verduras, legumes e beba muita água. A moderação para os alimentos também é essencial, exageros nunca são bons. Aqui no blog é possível encontrar informações e dicas para dietas específicas, não deixe de conferir. E se preciso, consulte um nutricionista de sua confiança. Certamente, com todas essas dicas, você vai ter muito mais prazer e resultados ao praticar atividades físicas durante todo o inverno – e também em outros momentos do ano.

Veja também: 

Afinal, qual a diferença entre aeróbico e anaeróbico?

Quando se fala em tipo de exercício aeróbico e anaeróbico, as pessoas costumam ter várias dúvidas, a começar pelos próprios termos. Afinal, o que esses termos significam? Para qual tipo de público cada um dos treinos serve? Como praticar exercícios aeróbicos? E os anaeróbicos? Quais alimentos consumir para cada um deles? Sim, as perguntas são muitas e aqui você encontra todas as respostas.

As características do treino aeróbico

A principal diferença entre o treino aeróbico e anaeróbico é a fonte de energia utilizada para a realização dos exercícios. Na atividade aeróbica ou anaeróbica o oxigênio funciona como fonte energética para que as células musculares tenham combustível para realizar as contrações musculares.

aeróbicos

O treino aeróbico também é contínuo, prolongado e com exercícios de baixa ou moderada intensidade. Ele estimula bastante os sistemas cardiorrespiratório e vascular e também o metabolismo, uma vez que aumenta a capacidade cardíaca e pulmonar para dar conta da energia que o músculo necessita a partir do oxigênio – por isso o termo aeróbico. As atividades físicas aeróbicas são bem variadas, alguns dos exemplos são: caminhada; pedalada; corrida; nado; dança; andar de patins; entre muitos outros.

Por acelerar o metabolismo, são indicadas para pessoas que desejam perder gordura. A escolha do tipo de exercício físico aeróbico pode variar bastante entre as pessoas. É importante solicitar a orientação de um profissional de Educação Física.

As características do treino anaeróbico

Ao contrário do treino aeróbico, o anaeróbico não faz uso do oxigênio para proporcionar energia às células e, consequentemente, aos músculos (daí o nome anaeróbico). O treino é de alta intensidade e curta duração feito com esforço intenso e com uma quantidade imitada de músculos, além disso, o anaeróbico gera produção de ácido lático.

malhar-em-casa-650

A atividade anaeróbica pode conter movimentos de velocidade com ou sem carga de peso. Os exercícios anaeróbicos servem principalmente para a construção de músculos (massa magra), além disso, ajudam a eliminar o peso extra, aumentam a resistência e fortalecem o sistema imunológico. Nos tipos de treinos aeróbico e anaeróbico (principalmente), o metabolismo segue acelerado mesmo horas após a realização da atividade física, por isso, a musculação também é uma forte aliada à perda de peso.

Alguns dos exercícios anaeróbicos são: corridas de cem metros rasos; saltos; arremesso de peso e a musculação, como já dito. Vale ressaltar que toda atividade física proporciona benefícios para a saúde em todas as fases da vida. Mas é recomendável consultar um médico antes de iniciar qualquer programa de treino e também ter o auxílio de um educador físico.

Alimentação para treinos aeróbicos e anaeróbicos

beef-protein-sabor-chocolateCertamente você já deve ter ouvido falar que, mais do que o treino aeróbico e anaeróbico, a alimentação é um ponto primordial para ter muita saúde e principalmente para conseguir perder peso ou ganhar massa magra. Tudo isso é verdade, mas além de consumir alimentos ricos nutritivamente, também é importante adicionar alguns suplementos e outros alimentos saudáveis especiais. A loja NewNutrition tem toda a variedade de produtos que as pessoas precisam ingerir diariamente.

 

Alimentação para treinos aeróbicos

linha_a-dourada-farinha

 

Os famosos termogênicos são indicados para quem deseja eliminar as gorduras corporais. As substâncias como a cafeína e o guaraná provocam picos de energia e de força, assim, acelerando o metabolismo e aumentando a quantidade de força de homens e mulheres. Com o termogênico é possível treinar mais intensamente, gastando maior quantidade de gordura e sem se cansar demais.

 

termog_nico-cafeinaO ponto chave é a aceleração do metabolismo. A loja também dispõe de alimentos saudáveis de baixa caloria, como: adoçantes; chá verde; pasta de amendoim; sal light, além dos infalíveis cereais de quinoa e linhaça que ajudam o bom funcionamento do intestino e proporcionam sensação de saciedade – condições essenciais para quem está na busca da perda de peso. Sem um funcionamento de intestino regulado e sem a fome controlada, não há como perder gorduras. É possível substituir todos os alimentos calóricos por opções mais saudáveis para o corpo e para a mente.

Alimentação para treinos anaeróbicos

protein_gluta_pepdeo_natural_2Quem quer aumentar a porcentagem de músculos do corpo, pode contar com suplementos proteicos ingeridos antes ou depois da musculação (treino anaeróbico). Além dos carboidratos, a proteína é uma das principais substâncias responsáveis pela construção de músculos e os suplementos alimentares ajudam a suprir tais “necessidades” do organismo, contribuindo para que a quantidade das substâncias proteicas (além das refeições) aumente significativamente no corpo.

 

carboidrato-waxy-maize-natural-newnutrition_1Mais um produto interessante é o suplemento de aminoácidos (glutamina) que ajuda a reduzir a imunossupressão (basicamente, a redução da atividade do sistema imunológico), do exercício físico e recupera as células intestinais para melhor absorção de nutrientes. Também há a opção dos suplementos hipercalóricos que são superconcentrados em carboidratos, vitaminas e minerais. Essa combinação gera uma explosão de energia para aumentar o ganho de massa muscular. Vale lembrar também que é importante consultar um médico e um nutricionista a fim de esclarecer dúvidas mais específicas de acordo com cada pessoa.

A loja NewNutrition tem todos os produtos ideais destinados a homens e mulheres que realizam treino aeróbico e anaeróbico. Os clientes podem encontrar tudo facilmente já que a página virtual está toda separada em categorias de produtos.

Veja também: 

Gostou? Veja tudo sobre o suplemento alimentar mais conhecido do mundo!

 

Suplementos para emagrecer: entenda mais sobre esse assunto

Na atualidade, um dos maiores desafios para as pessoas que praticam musculação em busca da boa forma está na conquista do emagrecimento e do posterior controle do peso corporal. Em alguns casos, pode ser bastante difícil fazer o ponteiro da balança baixar devido a uma rotina agitada, cheia de compromissos profissionais e pessoais que não permitem a realização das refeições de maneira adequada.

Para outras pessoas, a dificuldade para perder os últimos quilos de gordura que faltam para se chegar no condicionamento ideal vem acompanhada da preocupação com a manutenção da massa muscular, o que exige ainda mais cuidado com a alimentação dia após dia.

Se o seu objetivo é a perda de peso aliada à manutenção da energia necessária para alcançar o máximo desempenho durante a malhação, pode ser necessário investir no uso de suplementos para emagrecer.

Diante dessa constatação, é bastante comum surgirem algumas dúvidas: qual a quantidade certa, quando devo tomar, quais os efeitos que os suplementos alimentares provocam no organismo?

Por isso, no post de hoje, selecionamos um conteúdo especial para que você possa entender melhor o uso dos suplementos para emagrecer e quais são os benefícios que eles podem oferecer para o seu treino.

Vamos apresentar a composição e a função dos principais tipos de suplementos para emagrecer, mostrando como eles podem ajudar você a perder peso de maneira saudável e com resultados duradouros.

Boa leitura!

1. Potencializando a queima de gordura nos treinos

O emagrecimento é um grande desafio para muitas pessoas que praticam atividades físicas em busca da boa forma.

Devido às características metabólicas presentes em cada organismo, nem sempre o processo de reeducação alimentar, baseado na ingestão de alimentos saudáveis, e a manutenção de uma rotina de treinos são suficientes para a diminuição da gordura corporal.

Para entender por que pode ser difícil fazer o ponteiro da balança baixar e qual é a contribuição dos suplementos para emagrecer nesse processo, é necessário conhecer um pouco melhor o metabolismo humano.

Como o corpo humano obtém energia para funcionar?

A primeira e principal fonte de energia do organismo são os carboidratos. É por meio desses nutrientes que o corpo consegue as calorias imediatas para realizar todas as atividades ao longo do dia.

Em seguida, como fonte de energia para o organismo, estão as proteínas, que ficam armazenadas nos músculos.

Quando o objetivo é ganhar massa muscular, é preciso levar a dieta a sério e fazer todas as refeições nas quantidades e nos horários corretos, caso contrário, o corpo acessará os estoques de proteína dos músculos, fenômeno conhecido como catabolismo muscular.

Por fim, as gorduras são a última reserva energética do organismo. É nas células adiposas que o corpo mantém o estoque de energia que só é acessado quando não há uma forma mais simples de conseguir as calorias necessárias para o funcionamento de todos os órgãos e sistemas — com os carboidratos ou as proteínas.

Uma vez que o organismo trabalha para garantir a nossa sobrevivência, é como se a gordura corporal fosse uma garantia, um seguro no caso de alguma privação ou enfermidade. Por isso, de maneira geral, perder peso é muito mais difícil do que engordar.

Para aquelas pessoas que possuem um metabolismo mais lento, ou na presença de algum desequilíbrio hormonal, a dificuldade para emagrecer torna-se ainda maior, mesmo diante de uma rotina intensa de atividades físicas.

Nesses casos, o consumo regular de suplementos para emagrecer pode ser a ajuda que faltava para diminuir o percentual de gordura, alcançando resultados efetivos e duradouros com a combinação de malhação e reeducação alimentar.

Como os suplementos para emagrecer agem durante o treino?

Durante os treinos, de acordo com a intensidade do esforço imposto ao sistema cardiorrespiratório e aos músculos, é preciso garantir o aporte adequado de nutrientes, inclusive de carboidratos, para evitar a perda de massa muscular e favorecer a diminuição do percentual de gordura.

Os suplementos para emagrecer fornecem as condições ideais para manter o gasto calórico durante os treinos de musculação no nível mais elevado possível, sem comprometer as reservas musculares e retardando a fadiga.

Nos exercícios aeróbicos como a corrida ou durante os treinos baseados no método HIIT, é possível otimizar a queima de gordura corporal, acompanhando os batimentos do coração e mantendo a frequência cardíaca dentro da zona alvo de treinamento.

Nesse momento, o uso de suplementos para emagrecer fornece mais um estímulo para o emagrecimento, fazendo com que o organismo priorize o estoque energético das células adiposas como forma de conseguir energia para realizar os exercícios.

Além disso, os suplementos para emagrecer atuam de modo a manter o metabolismo acelerado mesmo com o fim da atividade física, aumentando a quantidade de energia necessária para o funcionamento do organismo e, consequentemente, o gasto calórico ao longo do dia.

Uma vez que o consumo de suplementos para emagrecer provoca alterações no metabolismo, é preciso buscar orientação profissional para garantir os efeitos desejados e proteger a saúde, conforme explicaremos a seguir.

Por que o acompanhamento profissional é importante?

O uso inadequado de suplementos oferece riscos para a saúde, sejam suplementos para emagrecer, para aumentar a massa muscular ou para ter mais disposição durante o treino, dentre outros tipos.

Quando consumidos inadequadamente, os suplementos alimentares podem causar problemas como hipertensão, taquicardia, insônia, hepatite e até mesmo câncer.

Além disso, quando os suplementos para emagrecer são utilizados de maneira incorreta, o efeito provocado por eles pode ser o ganho de peso e não o emagrecimento, sobretudo se forem consumidos na ausência de uma rotina intensa de exercícios.

Por isso, é fundamental buscar orientação profissional antes de iniciar a suplementação, independentemente do tipo de suplemento alimentar consumido.

Os profissionais mais indicados para esse acompanhamento são o nutricionista, o endocrinologista e o nutrólogo, cada um com uma especificidade no conhecimento e na abordagem sobre a alimentação e a bioquímica do organismo.

Por outro lado, o educador físico também deve estar presente na orientação quanto ao uso de suplementos alimentares, pois ele conhece bem a fisiologia do exercício e as exigências energéticas dos treinos, o que é importante para avaliar a dieta de quem pratica atividades físicas.

Agora que você já sabe como os suplementos para emagrecer agem no organismo e quando é necessário incluí-los na rotina alimentar, vamos entender melhor os benefícios dessas substâncias para o seu treino e a sua saúde.

2. Os benefícios da suplementação

Um dos principais benefícios dos suplementos para emagrecer é a aceleração do metabolismo, estimulada pelo aumento da termogênese corporal.

A termogênese é o processo de aumento da temperatura do corpo causada pela elevação da do gasto calórico durante a absorção dos nutrientes pelo organismo.

Quanto mais gasto calórico, mais energia é demandada, de modo que o organismo precisa utilizar as reservas energéticas para manter o funcionamento de todos os órgãos e sistemas ao longo do dia.

Outro benefício dos suplementos para emagrecer é a priorização dos estoques de gordura corporal para produzir a energia necessária durante a realização de atividades físicas.

Além disso, graças à presença de substâncias antioxidantes em sua composição, os suplementos para emagrecer possuem ação positiva sobre o sistema imunológico, ajudando a prevenir doenças como diabetes, hipertensão e câncer.

Alguns suplementos para emagrecer atuam também como moderadores de apetite, reduzindo a fome e a compulsão por alimentos calóricos, como doces e frituras.

Por fim, os suplementos atuam na recuperação do tecido muscular após os treinos, ajudando o corpo a restabelecer as condições ideais durante o período de repouso e promovendo um desempenho melhor durante a malhação.

Porém, para que os suplementos para emagrecer possam acelerar o metabolismo, favorecer a queima de gordura corporal e promover todos os outros benefícios mencionados aqui, é preciso ter bastante atenção com os cuidados relacionados ao consumo correto dessas substâncias.

Isso é importante para evitar desperdícios, afinal o investimento, tanto de tempo quanto de dinheiro, na suplementação não é pequeno. Além disso, é preciso proteger o organismo dos efeitos provenientes do uso inadequado de suplementos alimentares.

Qual é a maneira certa de consumir suplementos para emagrecer?

Os suplementos para emagrecer devem ser consumidos na quantidade orientada pelo profissional de saúde ou pelo fabricante, nunca excedendo a dose recomendada ou tomando uma quantidade menor que a devida.

É importante seguir à risca os horários para consumo, ingerindo as porções ao longo do dia, sem esquecer das doses indicadas para o pré e pós treino.

Por outro lado, a manutenção de hábitos alimentares saudáveis é fundamental para garantir todos os efeitos dos suplementos para emagrecer. É preciso buscar nos alimentos as fontes ideais de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e sais minerais.

Além de uma dieta rica e equilibrada, na qual as refeições são feitas nos horários corretos e de maneira tranquila, é preciso restringir ao máximo o consumo de alimentos gordurosos, de doces e também de bebidas alcoólicas, as quais são bastante prejudiciais para o resultado dos treinos.

A rotina de atividades físicas também precisa ser levada a sério, pois sem combinação de exercícios com a alimentação saudável é muito difícil eliminar a gordura corporal e o processo de emagrecimento fica prejudicado.

Considerando o tipo de atividade realizada na academia, bem como as características do metabolismo de cada pessoa, é possível optar pelos suplementos para emagrecer que melhor ajudarão na conquista do peso corporal ideal.

Conheça, a seguir, os principais tipos de suplementos para emagrecer e como eles atuam no organismo, favorecendo não somente a perda de gordura corporal, mas também a manutenção da massa muscular e o desempenho durante o treino, dentre os outros benefícios que já apresentamos.

3. Suplementos para perder peso

3.1 Fibras

As fibras são compostos vegetais que não podem ser digeridos, presentes em alimentos como cereais, verduras, legumes, frutas, grãos e sementes.

O bom funcionamento do sistema digestivo é fundamental para o processo de emagrecimento saudável. Nesse sentido, as fibras devem fazer parte do cardápio diário, pois elas favorecem o trânsito intestinal e, com isso, reduzem a absorção da gordura proveniente dos alimentos ingeridos.

Entretanto, para que as fibras possam auxiliar no emagrecimento, é preciso beber a quantidade adequada de água ao longo do dia, de modo a manter a hidratação e a solubilidade dos compostos fibrosos.

As fibras também auxiliam no controle dos níveis de colesterol e protegem o sistema digestivo de certos tipos de câncer.

Outros benefícios dos suplementos para emagrecer a base de fibras são a redução do apetite e o aumento da saciedade, o que pode estar relacionado com a influência das fibras sobre a sensibilidade do organismo à insulina.

3.2 Diuréticos

A retenção de líquidos é um problema que precisa ser evitado por quem está em busca do emagrecimento saudável. O inchaço e a sensação de cansaço causados pela retenção prejudicam o desempenho durante as atividades e dificultam a recuperação do organismo após os treinos.

Muitas vezes, o acúmulo de líquidos no organismo está relacionado à sobrecarga do fígado e dos rins, que são os órgãos responsáveis por filtrar o sangue, retirando o excesso de toxinas e outras substâncias prejudiciais.

Quando uma alimentação contribui para o acúmulo dessas substâncias, é preciso auxiliar o fígado e os rins a cumprirem a sua função e é aí que está a importância dos suplementos para emagrecer a base de diuréticos.

Também chamados de detox, esses suplementos promovem a elevação da atividade do fígado e dos rins, favorecendo a eliminação das toxinas acumuladas no organismo e combatendo a retenção de líquidos.

Os suplementos com propriedades desintoxicantes também fortalecem o sistema imunológico, graças à presença de vitaminas, sais minerais e antioxidantes em sua composição.

No entanto, é preciso ter cuidado com fórmulas milagrosas que prometem fazer a limpeza do organismo e promover a perda de peso.

Na verdade, a função de desintoxicar o sangue já é desempenhada naturalmente pelo fígado e pelos rins. O que os suplementos fazem é favorecer esse processo, por meio do aporte de nutrientes e outras substâncias que estimulam a função desintoxicante do organismo.

3.3 Termogênicos

Talvez, os termogênicos sejam os suplementos para emagrecer mais conhecidos na atualidade, graças ao uso cada vez mais recomendado dessas substâncias pelos profissionais da saúde especializados em emagrecimento e controle do peso corporal.

Alguns exemplos de alimentos termogênicos são a pimenta, a cafeína, o ômega 3, a chia, a canela e o gengibre. Eles recebem esse nome graças à sua capacidade de estimular a termogênese, processo metabólico sobre o qual já falamos no nosso artigo.

Além de elevar o gasto calórico e promover a queima da gordura corporal, os suplementos para emagrecer feitos a partir de alimentos termogênicos promovem a aceleração do metabolismo e são excelentes fontes de energia, aumentando a disposição para treinar.

Os termogênicos também ajudam no funcionamento do sistema digestivo, o que é um benefício extra para o processo de emagrecimento.

Porém, para que possam oferecer todos os benefícios para o processo de emagrecimento, é preciso consumir pequenas quantidades de termogênicos ao longo do dia, com atenção especial para os momentos antes do treino.

Mais uma vez, é importante ressaltar que o acompanhamento de profissionais como o nutricionista é fundamental para proteger o organismo dos efeitos prejudiciais causados pelo consumo inadequado de suplementos para emagrecer à base de termogênicos.

3.4 Carnitina

A carnitina é um aminoácido que participa ativamente do processo de queima da gordura corporal à medida em que o organismo precisa produzir energia para o seu funcionamento adequado.

Quando se pratica musculação de maneira regular, os efeitos da carnitina são potencializados, de modo que a combinação da suplementação alimentar à base dessa substância com os treinos para ganho de massa muscular é bastante benéfica para a diminuição do percentual de gordura e o controle do peso corporal.

Além de favorecer a queima da gordura corporal, a carnitina favorece a recuperação durante e após o exercício físico, aumentando a resistência à fadiga e melhorando o desempenho dos esportistas.

Os suplementos para emagrecer podem conter além da carnitina (na forma de L-carnitina), algumas substâncias termogênicas e antioxidantes, o que potencializa o seu efeito sobre a diminuição do percentual de gordura corporal.

3.5 Cromo

Uma das maiores dificuldades para quem está em busca do emagrecimento saudável é vencer a vontade de comer doces, chocolates, frituras e outros alimentos calóricos.

O cromo é naturalmente encontrado em carnes magras, queijos, cereais integrais, alho e brócolis, dentre outros alimentos. A suplementação desse mineral é importante porque ele está relacionado ao controle do metabolismo dos carboidratos e, consequentemente, na necessidade do consumo desses alimentos.

A insulina é o hormônio responsável por retirar a glicose do sangue e transportá-la para dentro das células, favorecendo a produção de energia. O cromo atua justamente na sensibilidade do organismo à insulina, melhorando o funcionamento desse hormônio e o controle dos níveis de glicose no sangue.

Devido à sua capacidade de regulação do metabolismo de cromo, o cromo é utilizado na fabricação de suplementos para emagrecer, ajudando também no controle do apetite como um todo.

3.6 BCAA

BCAA é a sigla para o termo em inglês branch chain amino acid, que pode ser traduzido como aminoácidos de cadeia ramificada. Trata-se da leucina, da valina e da isoleucina, dentre outros aminoácidos produzidos pelo organismo.

Embora não seja exatamente um suplemento para emagrecer, o BCAA é recomendado devido à sua capacidade de fornecer nutrientes que favorecem a manutenção da massa magra e o controle do peso corporal.

Para que o processo de emagrecimento tenha sucesso, é preciso investir no ganho de massa muscular, ao contrário do que muitas pessoas possam imaginar.

À medida em que o corpo ganha músculos, o metabolismo acelera e o organismo precisa de mais energia para manter o seu funcionamento saudável. Assim, as reservas de gordura são acionadas e o gasto calórico permanece mais alto mesmo quando o corpo está em repouso.

Além disso, o BCAA garante o aporte de energia necessário para o máximo desempenho durante os treinos, especialmente durante o exercício prolongado, evitando o catabolismo do tecido muscular e auxiliando na sua recuperação.

Para garantir seus efeitos benéficos, o BCAA deve ser consumido antes e depois dos treinos, sempre nas quantidades recomendadas pelo nutricionista ou outro profissional especializado em nutrição esportiva.

Agora que você já sabe como o ganho de massa muscular é importante para o emagrecimento, vamos finalizar nosso artigo falando de um dos suplementos proteicos mais conhecidos e utilizados, o whey protein.

3.7 Whey protein

Whey protein é o termo em inglês para proteína do soro do leite, popularmente chamado apenas de whey.

Embora a grande maioria das pessoas possa achar que o whey é um suplemento destinado apenas ao aumento da massa muscular, existem outros efeitos dessa substância para a saúde, tais como o emagrecimento e o controle do colesterol e dos níveis de açúcar no sangue.

Para que possa promover todos esses benefícios, os especialistas orientam que o consumo de whey protein seja feito em quantidades moderadas, preferencialmente antes ou depois dos treinos e sempre diluído apenas em água, pois o leite e outras bebidas podem prejudicar a sua absorção pelo organismo.

Quer turbinar os resultados do seu treino e alcançar a tão sonhada boa forma? Agora só depende de você!

Graças às orientações que compartilhamos aqui, você aprendeu tudo que precisa saber sobre suplementos para emagrecer e pode usá-los para acabar com a gordura localizada e melhorar o seu desempenho durante a malhação.

Com determinação e persistência, você será capaz de manter o foco na dieta e alcançar todos os seus objetivos rumo à boa forma.

Mas lembre-se: para que os suplementos alimentares possam, de fato, promover todos os benefícios para o seu treino e a sua saúde, é fundamental adotar uma dieta balanceada, investindo no consumo equilibrado de todos os grupos de nutrientes.

Trata-se da adoção de um estilo de vida saudável que exige escolhas diárias, nas quais é importante manter a qualidade das refeições sempre em sintonia com as exigências da rotina de exercícios físicos.

Além disso, é importante contar com o acompanhamento de profissionais qualificados, tais como educadores físicos e nutricionistas, que serão capazes de avaliar as suas necessidades energéticas e orientar o uso dos suplementos para emagrecer de maneira adequada.

Quer conferir mais dicas sobre emagrecimento, nutrição, fortalecimento muscular e prática esportiva? Siga a NewNutrition nas redes sociais e tenha acesso a um conteúdo especialmente selecionado sobre alimentação saudável no Facebook, Instagram, Twitter e Youtube.

7 dicas para aumentar o peso levantado no treino de supino

Ganhar hipertrofia é o grande objetivo da maior parte das pessoas que estão nas academias praticando musculação. Os homens, em especial, focam no crescimento muscular dos músculos peitorais e dorsais, além dos braços. Para conseguirem os resultados, eles optam muito pelo treino de supino.

Uma das melhores formas de conseguir melhorar o desempenho e aumentar a hipertrofia muscular, é aumentando a carga do supino. Porém, isso não pode ser feito de qualquer forma, e é por isso que vamos te passar algumas dicas boas para que você consiga melhorar os seus treinos sem muita dificuldade. Confira!

Como aumentar a carga no treino de supino

1. Faça o movimento correto

A quantidade de pessoas que praticam exercícios com a angulação errada do corpo é impressionante. Com a vontade de pegar mais peso e a ansiedade de ficar com os músculos dos sonhos, muitos acabam compensando a carga com um posicionamento errado. Por quê? Por que dessa forma fica mais fácil.

Você pode estar se perguntando: e qual o problema disso? O problema é que erguer grandes cargas com o movimento feito da forma errada aumenta as possibilidades de lesões. E se você se machucar, como continuará com os treinos? O tiro acaba saindo pela culatra. Alguns dos benefícios de fazer o treino de forma correta são:

  • maior ganho de força;
  • qualidade de movimento;
  • redução das chances de lesões;

2. Realize o treino de supino com mais frequência

É como diz o ditado popular: “a prática leva à perfeição”. E como essa é a mais pura verdade, uma outra forma de aumentar a carga no supino é treinando esse tipo de exercício mais vezes durante a semana.

Por exemplo, se você o pratica uma vez por semana, começar a dobrar esse número, se exercitando no supino duas vezes por semana. Ter esse hábito ajuda a melhorar a execução do movimento, aumenta o desempenho nos treinos e assim, você conseguirá alcançar o seu objetivo de forma mais rápida.

3. Aumente o peso gradualmente

Não adianta querer aumentar 20 kg de uma só vez. Os seus músculos não estão preparados para erguer todo esse peso e mesmo que você queira muito, as fibras não responderão do jeito que você deseja.

Por isso, aumente o peso aos poucos, de forma gradual. Comece com 2 kg de cada lado da barra e, se esse peso for pouco, aumente mais um pouco, com mais 1 kg e assim por diante. Você não vai ganhar músculos da noite para o dia e o mais importante quando se fala em musculação, é a constância. Fazer um pouco todos os dias é o que realmente fará você ter o corpo que sempre desejou.

4. Invista em fortalecimento

Os treinos de fortalecimento são, normalmente, direcionados para os iniciantes. Eles precisam ganhar força para começar a pegar mais carga e ganhar hipertrofia muscular. Percebeu a lógica? Isso é exatamente o que você deseja! Portanto, o que pode ser feito é manter o peso atual (se for muito, o melhor é reduzir) e aumentar o número de repetições.

É muito comum ver aqueles que desejam ganhar massa muscular correr dos treinos de fortalecimento. Muitos acham que estão regredindo e que vão perder o que já ganharam. Porém, passar um determinado período nesse tipo de treino fará com que você consiga aumentar a carga quando voltar para a hipertrofia.

5. Fortaleça a musculatura auxiliar

Alguns músculos, próximos ao peitoral, ajudam no movimento do supino, especialmente na estabilização. Ter a musculatura principal bem preparada e deixar de lado os músculos auxiliares, é um erro que não pode ser cometido por quem quer ganhar massa muscular na região.

Existem outros músculos além do tríceps e do deltoide (posterior, medial e anterior) que precisam ser exercitados para melhorar o treino de supino. O manguito rotador, por exemplo, é muito importante. Ele é o responsável por estabilizar o ombro durante o movimento e é formado pelos seguintes músculos: redondo menor, subescapular, supraespinhal e infraespinhal.

Além de melhorar o desempenho durante os treinos, um manguito rotador bem preparado permite uma maior intensidade no movimento, facilitando o aumento de carga, e também ajuda a evitar diversos tipos de lesões. A maioria das pessoas que praticam musculação e que reclamam de dor no ombro é porque não possuem esse músculo com um grau de fortalecimento necessário.

6. Faça uso da barra guiada

Usar a barra livre requer muito mais controle muscular, maior concentração e mais intensidade nos treinos. Isso, por sua vez, consome mais da fibra muscular, o que gera mais lesões. 

Para melhorar os resultados, comece a praticar exercícios na barra guiada depois de usar os pesos livres. Esse tipo de movimento é muito mais específico e consegue solicitar o músculo desejado com maior eficácia. O crucifixo na máquina e certos aparelhos como o Peck Deck (mais conhecido como voador), são indicados neste caso.

7. Realize o supino pausado

É uma forma de aumentar a intensidade do treino e promover menos microlesões na fibra muscular. Você fará o exercício exatamente da mesma forma porém, quando a barra ficar a, mais ou menos, 1 cm do peito, você deve mantê-la por 2 ou 3 segundos e erguê-la novamente.

O exercício feito dessa forma consegue recrutar muito mais do músculo, já que trabalha num momento crítico do movimento, ou seja, na parte mais difícil. Neste caso, você pode reduzir um pouco a carga, para aumentá-la nos dias que for realizar o exercício da forma normal. Peça ajuda de um instrutor nesse momento para não correr o risco de se machucar por não conseguir erguer o peso.

Acompanhamento profissional é importante

Não importa qual é o seu tipo de treino, ter um profissional te acompanhando é muito importante. Não apenas para evitar lesões, o que já é muita coisa, mas também para te ajudar a alcançar resultados mais rápidos com saúde. Peça recomendação de amigos ou procure academias que forneçam um bom atendimento e suporte nesse quesito.

Seus amigos também querem melhorar o treino de supino? Então compartilhe este post nas redes sociais e converse um pouco mais sobre o assunto!

Os 7 melhores suplementos que ajudam a emagrecer

Todo mundo sabe que, para perder peso, o ideal é adotar um estilo de vida mais saudável, bons hábitos alimentares e a prática frequente de atividades físicas. Porém, os suplementos que ajudam a emagrecer podem ser bons aliados nesse caminho.

O importante é ter em mente que não existem produtos milagrosos que agem sem nenhum tipo de ajuda e esforço. Se você continuar sedentário e cometendo excessos na alimentação, o consumo de suplementos pode não fazer nenhum efeito ou até prejudicar a sua saúde.

Sabendo disso, não deixe de ler o post a seguir para conhecer melhor algumas opções de suplementos que ajudam a emagrecer!

1. Termogênicos

Os termogênicos são também conhecidos como queimadores de gordura, porque provocam a aceleração do metabolismo e fornecem energia para os exercícios físicos. Consequentemente, são importantes aliados na perda de peso, favorecendo o gasto calórico.

Um dos principais termogênicos é a cafeína, que contribui para a redução do apetite, mobiliza a gordura corporal e intensifica o processo metabólico. Por isso, ela é considerada estimulante, ajudando a queimar calorias e proporcionando mais disposição no dia a dia.

Além de incluir na sua dieta alimentos termogênicos de sua preferência, suplementar vai ajudar a acelerar esse processo devido à alta concentração de substâncias como cafeína presentes nos suplementos, vindas do chá verde, do guaraná ou do próprio café.

Contudo, o consumo de termogênicos requer cautela por pessoas que sofrem de ansiedade, insônia e outros problemas, podendo até atrapalhar a medicação. Efeitos colaterais, como enjoo, arritmia cardíaca, dor de cabeça e aumento da pressão costumam ser normais, portanto, é sempre recomendável procurar orientação médica.

Alguns exemplos de termogênicos naturais são:

Chá verde

Para quem não gosta muito do sabor ou não tem tempo no dia a dia para preparar o chá verde, os suplementos em cápsulas podem ser uma boa alternativa para aproveitar os seus benefícios. Seu poder antioxidante também ajuda a prevenir o envelhecimento e a combater radiciais livres, evitando ainda doenças como o câncer.

Óleo de coco

Encontrado em cápsulas ou mesmo na versão líquida, sua estrutura química apresenta maior taxa metabólica, sendo processado rapidamente pelo organismo. Entre as suas vantagens, o óleo de oco também estimula o metabolismo, contribuindo para a perda de peso e a redução do colesterol.

Óleo de cártamo

O óleo extraído dessa planta é rico em ômegas 6 e 9, responsáveis por contribuir para a perda de gordura na região abdominal, catalisando o processo de queima de calorias. Além disso, o cártamo aumenta a produção do hormônio adiponectina, que reduz a absorção de colesterol e de gorduras no intestino.

2. BCAA

O termo BCAA vem de branch chain amino acids, ou seja, aminoácidos de cadeira ramificada, que não são produzidos pelo organismo, como a valina, a leucina e a isoleucina.

Não se trata de um suplemento específico para a perda de peso, mas o BCAA pode ajudar quem pratica exercícios físicos com o intuito de emagrecer e ganhar massa magra. Sua principal função é fornecer nutrientes e energia durante o treino, para que o organismo não retire aminoácidos dos músculos. Assim, ele auxilia na recuperação e na proteção muscular. 

Além disso, o BCAA estimula a produção de insulina, hormônio que serve como matéria-prima para a construção dos músculos. Por causa disso, a recomendação é que o consumo seja feito antes e depois dos treinos em dosagem prescrita por um profissional especializado.

3. Fibras

Um dos obstáculos para quem deseja emagrecer é possuir um metabolismo lento, que dificulta o trânsito intestinal e traz sensações como inchaço e prisão de ventre. Por isso, o consumo de fibras alimentares é importantíssimo, garantindo maior sensação de saciedade e auxiliando o bom funcionamento do intestino.

Os suplementos que ajudam a emagrecer e são ricos em fibras contribuem ainda para a prevenção do surgimento de células cancerígenas na região do cólon e outros problemas como diverticulites e hemorroidas.

A ingestão de uma boa quantidade de água junto ao consumo de fibras é essencial para que elas possam desempenhar suas funções no organismo. Então, se você não consome a quantidade adequada de fibras, é possível recorrer aos suplementos alimentares — mas não se esqueça de tomar água!

4. Ômega 3

O ômega 3 já é um suplemento conhecido da maioria das pessoas por seus diversos benefícios à saúde, auxiliando o cérebro, o coração, a pele, a visão e reduzindo os quadros inflamatórios, entre outros benefícios. O emagrecimento também é favorecido pelo poder desse suplemento de aumentar a potência aeróbica e regular o nível de insulina no sangue, dando maior sensação de saciedade.

Os peixes de águas frias e as sementes são suas fontes mais populares, e a suplementação é indicada principalmente para quem não tem o costume de incluir esses alimentos na dieta.

5. Pholia magra

Esse suplemento vem de uma planta medicinal (Cordia ecalyculata) que contém vários princípios ativos que causam a diminuição do apetite e aceleram a queima de gordura localizada.

Sua alta concentração de cafeína estimula o sistema nervoso central e, junto ao ácido alantóico, ajuda a reduzir inflamações, como as celulites. Ele possui ainda ação diurética, que também contribui para a perda de peso, já que diminui a retenção de líquidos e o inchaço.

6. L-carnitina

Esse suplemento faz com que o organismo utilize a gordura como combustível para a prática de atividades físicas. É uma substância natural e produzida pelo nosso corpo nos fígados e rins, e que também é encontrada nas carnes vermelhas, por exemplo.

Porém, dependendo da dieta, os alimentos ricos em carnitina podem atrapalhar o emagrecimento devido aos seus outros nutrientes, como gordura, carboidratos e sódio. Então, pode-se recorrer aos suplementos concentrados disponíveis em cápsulas ou em pó.

7. Picolinato de Cromo

Trata-se de um mineral essencial que está presente em cereais integrais, brócolis, carne vermelha, maçã e outros alimentos. Mas o seu poder de promover a queima de gordura, provocar saciedade, inibir o desejo descontrolado por doces e atuar no emagrecimento vem aumentando a procura pelo suplemento.

É preciso tomar muito cuidado com a qualidade dos produtos escolhidos e a dosagem diária de consumo. Muitos suplementos encontrados no mercado com o rótulo de chá verde, por exemplo, podem apresentar diversos outros aditivos que devem ser analisados.

O excesso de determinadas substâncias pode ser extremamente prejudicial ao organismo, sendo necessário sempre o acompanhamento de um profissional qualificado, como um médico ou nutricionista.

Ficou com alguma dúvida sobre suplementos que ajudam a emagrecer? Deixe seu comentário!

Academia: saiba o que comer no pré e pós treino

Muitas pessoas correm atrás da tão sonhada hipertrofia muscular. Entretanto, para ganhar massa magra, não basta praticar musculação! Também é necessário saber o que comer no pré e pós treino.

Uma alimentação saudável e voltada para os seus objetivos é essencial para quem quer conquistar o corpo dos sonhos. Mas como fazer isso? É o que mostramos para você no post de hoje. Continue a leitura!

O que é, exatamente, a hipertrofia muscular?

Para entender como a alimentação é importante para a hipertrofia muscular, é preciso conhecer e entender bem esse processo. Afinal, como ocorre o ganho de massa muscular?

Quando levantamos as cargas na academia e sentimos o músculo queimar, é porque ele está sendo lesionado. Várias pequenas fibras musculares se rompem, e isso causa a dor que sentimos durante e após os treinos.

Portanto, para que elas possam se reconstruir e também formar novas fibras de reforço para que não ocorram mais lesões (é assim que o nosso corpo pensa!), precisamos de proteínas e da ajuda dos carboidratos. Eles são essenciais para os músculos e, se não forem ingeridos em quantidades suficientes, a hipertrofia não acontece.

O que comer no pré e no pós treino?

Agora que você já entendeu mais ou menos como o nosso corpo cria massa muscular, precisa saber quais são os melhores tipos de alimentos que você deve ingerir — e em quais momentos. Dessa forma, você alcançará maior eficiência e eficácia. Portanto, confira agora os alimentos e receitas que sugerimos para você comer no pré e pós treino:

Alimentação no pré-treino

Vamos entender e pensar em como o nosso organismo funciona. Quando estamos nos exercitando, gastamos muita energia. Consequentemente, precisamos comer alimentos de alto valor energético antes dos treinos. Nesse caso, você precisará de carboidratos — mas não de qualquer tipo!

Existem, basicamente, dois tipos de carboidratos: o complexo e o simples. Este não é o mais adequado para ser ingerido antes do treino, já que não consegue oferecer energia por muito tempo. O complexo, por outro lado, é ideal para isso, pois fornece energia por um período de tempo mais longo.

Exemplos de bons carboidratos complexos são as raízes, como aipim (mandioca), inhame ou batata doce. Frutas, verduras e alimentos integrais em geral também são ricos nesse tipo de carboidrato. Conheça abaixo algumas receitas para esse momento:

Pão integral com banana em fatias e uma pitada de canela

A banana é uma excelente fonte de potássio, mineral essencial para a contração muscular. Ele ainda ajuda a prevenir as incômodas cãibras! A canela, por sua vez, estabiliza o nível de açúcar no sangue e atua como termogênico, acelerando a perda de gordura.

Smoothies

O smoothie é consistente como um milkshake, mas com um valor nutritivo muito superior. A bebida mistura frutas, iogurtes e outros ingredientes de sua preferência, como mel, granola e proteína em pó. Sugerimos preferir o iogurte do tipo grego: além de oferecer uma textura melhor, ele possui apenas uma pequena quantidade de proteínas.

Seu cardápio será bastante influenciado pelo horário em que você pratica musculação. Para quem malha pela manhã, os alimentos citados acima podem ser consumidos sem problemas. Entretanto, aqueles que treinam após o almoço precisam dar um intervalo de 1 a 2 horas antes de iniciar a musculação.

Quando nos alimentamos, boa parte do nosso sangue vai para o sistema digestivo, para ajudar na quebra dos alimentos e absorver os nutrientes. Por isso, partes do corpo essenciais para o treino, como os membros inferiores e superiores, podem acabar ficando sem a oxigenação adequada. Consequentemente, você sentirá mal estar.

Comer muito também é prejudicial. Como as proteínas demoram para ser metabolizadas, sua ingestão deve ser evitada logo antes da musculação. Quer comer algum tipo de carne no pré-treino? Tudo bem, mas apenas se isso acontecer pelo menos uma hora antes de você sair de casa.

Alimentação no pós-treino

Quando você está bastante cansado depois do treino, seu corpo encontra-se ávido por energia. Nosso organismo utiliza as fontes energéticas na seguinte ordem, de acordo com a facilidade de consegui-las: carboidratos, gorduras e proteínas.

Após cerca de uma hora, já utilizamos os carboidratos e as gorduras e, então, chegou a vez das proteínas. Mas como a sua intenção é ganhar massa magra, e não perdê-la, precisa evitar que o corpo use esse nutriente! O que fazer? Nesse momento, você precisa oferecer uma porção maior de proteína ao corpo, para que os músculos não saiam prejudicados dessa história.

A seguir, confira algumas dicas de receitas excelentes para esse momento:

Peito de frango

Que tal um peito de frango grelhado, acompanhado de arroz branco e salada? O prato é rico em proteínas e carboidratos de rápida absorção.

Sanduíche de atum

O sanduíche de atum com pão branco e salada é rico em proteínas. Além disso, o atum oferece uma boa dose de ômega 3, gordura extremamente benéfica para o coração. Para variar, você pode ocasionalmente trocar o atum pelo peito de peru.

Omelete

Excelente opção de refeição para o pós-treino, a omelete leva uma quantidade considerável de ovos, ricos em uma proteína chamada albumina. Para elevar seu valor nutritivo, incremente-a com vários tipos de carnes, legumes e hortaliças.

Vitaminas

Você pode misturar diversas frutas, que são fontes de carboidratos. Além disso, algumas possuem elevado índice glicêmico, ajudando a levar a proteína para dentro da célula. Como fonte de proteína, escolha o suplemento nutricional de sua preferência.

Devo procurar um profissional?

Para ter resultados interessantes e saudáveis, procurar um profissional no assunto é o melhor que você pode fazer. Existem nutricionistas especializados em nutrição esportiva, capazes de lhe dar boas ideias de outras refeições e, além disso, de prescrever dietas baseadas em suas necessidades e estilo de vida.

Saber o que comer no pré e pós-treino é essencial para conseguir o corpo que você sempre desejou de forma saudável. Através de uma dieta adequada, é possível se organizar melhor e comprar os alimentos certos, sem desperdício de tempo e dinheiro.

E você, o que costuma comer no pré e pós treino? Como é sua refeição cotidiana e sua rotina de exercícios? Tem outras dúvidas sobre o assunto? Deixe seu comentário e conte tudo pra gente!

Tipos de nutricionista: saiba como escolher o ideal para você!

Quando o assunto é perder peso ou ganhar músculos, a maioria das pessoas já aprendeu que é preciso contar com a orientação de um nutricionista para ter hábitos alimentares mais saudáveis em meio a uma vida extremamente agitada. Mas pouca gente sabe que existem diferentes tipos de nutricionista e que saber escolher o que melhor atenderá as necessidades de cada pessoa é fundamental para vencer o desafio da boa forma.

No post de hoje, você vai descobrir que, para encontrar o nutricionista que atenderá às suas expectativas, você deve considerar quais são os seus objetivos em relação à alimentação e como é a sua rotina diária.

Para começar, você precisa entender que os benefícios alcançados a partir da atuação de um nutricionista vão muito além da conquista de um corpo sarado.

O papel do nutricionista no cuidado com a saúde

O nutricionista é o profissional de nível superior graduado em Nutrição. A partir dos conhecimentos sobre a composição dos alimentos e a relação dos nutrientes com a saúde do organismo, ele é capaz de elaborar planos alimentares personalizados, de acordo com as características e as demandas de cada pessoa.

Os objetivos da intervenção do nutricionista podem incluir o emagrecimento, o ganho de massa muscular, o combate ao envelhecimento ou até mesmo a prevenção e o tratamento de doenças como a diabetes e o câncer, entre outras metas.

Desse modo, a principal contribuição do nutricionista no cuidado com a saúde diz respeito à reeducação alimentar, que é o processo pelo qual ele ensina aos pacientes a importância de se ter uma dieta rica e balanceada. Os bons hábitos alimentares garantem que o organismo tenha acesso aos grupos de nutrientes necessários para o bom funcionamento de todos os órgãos e sistemas.

É importante destacar que o resultado da alimentação saudável não é apenas a boa forma e a saúde física, mas também a melhoria do estado emocional e psicológico dos indivíduos como um todo.

Assim como a ação do nutricionista tem diferentes objetivos, várias são as áreas nas quais ele pode realizar o seu trabalho. Então, para escolher o profissional que melhor atenda às suas necessidades, você precisa conhecer os diferentes tipos de nutricionista e como o trabalho de cada um deles promove a qualidade de vida.

Os diferentes tipos de nutricionista e como eles podem ajudar

A Nutrição possui diversas áreas de atuação, considerando os locais onde o nutricionista desenvolve seu trabalho ou a abrangência e os objetivos da sua intervenção.

A primeira área é chamada de Alimentação Coletiva e subdivide-se em: Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN), Alimentação Escolar e Alimentação do Trabalhador. Nessa área, o nutricionista inspeciona a fabricação e o preparo dos alimentos, participando também do gerenciamento dos processos, assumindo tarefas como o cálculo dos custos de produção ou planejamento de cardápios.

A segunda área de atuação é a Nutrição Clínica. O profissional atua junto a pessoas sadias ou doentes, executando a reeducação alimentar e prescrevendo dietas que visam a promover, manter ou recuperar a saúde. O atendimento pode ser feito em clínicas especializadas, hospitais, consultórios ou até mesmo na residência das pessoas.

Já na chamada Saúde Coletiva, o nutricionista participa dos programas de saúde pública, atuando em postos de saúde e demais instituições de atendimento à população, onde a prevenção de doenças e a promoção da qualidade de vida possuem grande importância. O foco aqui é educar sobre a importância dos hábitos alimentares no cuidado com a saúde e na prevenção de doenças.

Os nutricionistas podem ainda atuar como professores nos cursos de graduação e pós-graduação, podem especializar-se em fitoterapia e orientar o uso de plantas medicinais para a manutenção da saúde e podem também atuar no marketing em alimentação e nutrição, desenvolvendo produtos de acordo com necessidades alimentares específicas alimentos diet, light, sem glúten, orgânicos etc.

Por fim, a Nutrição Esportiva é a área na qual o nutricionista trabalha para otimizar a relação entre exercício físico e alimentação. Seja no esporte de alto rendimento ou na prática de atividades físicas de forma amadora, a orientação quanto aos hábitos alimentares promove as condições energéticas necessárias para o corpo alcançar o melhor desempenho.

Na atualidade, esse é um dos tipos de nutricionista mais requisitados, devido ao crescente interesse das pessoas de todas as idades pela prática diária da atividade física, sobretudo procurando o emagrecimento, a prevenção de doenças e o fortalecimento muscular. Com esse profissional, você aprenderá a fazer boas escolhas nutricionais e a organizar melhor a sua rotina, reservando um tempo para preparar e consumir as suas refeições de acordo com a sua planilha de treinos.

Dicas para escolher bem um nutricionista

Para aproveitar bem todos os benefícios que o nutricionista pode trazer para a sua saúde, preste atenção em algumas dicas que te ajudarão a escolher o profissional ideal com segurança:

1. Defina seus objetivos

A primeira coisa a se fazer é definir, com toda clareza possível, quais são os seus objetivos em relação à alimentação. Você quer perder peso? Quer ganhar massa muscular? Você tem restrições alimentares, como intolerância à lactose, e precisa de orientação para uma dieta específica? Ou você está em busca de mais energia para as atividades diárias e a malhação?

Essas perguntas são importantes para que você possa orientar sua busca de maneira estratégica, procurando um nutricionista que tenha atuação especializada naquilo que você precisa. Assim, o processo de identificação das demandas e prescrição do plano alimentar estará respaldado pela experiência do profissional naquela determinada área.

2. Procure referências

Com os objetivos definidos, busque por referências do trabalho dos profissionais com os quais você pretende contar. Faça uma busca na internet, sobretudo em sites e blogs especializados em nutrição. Vale também perguntar a opinião de amigos que já recorreram ao trabalho de um nutricionista. Você pode, ainda, contar com a recomendação de seu médico ou de seu plano de saúde.

O importante é checar a satisfação dos clientes, a titulação, o tempo de atuação no mercado, a participação em eventos de nutrição e outras informações que possam comprovar os resultados e a qualidade do trabalho desenvolvido pelo nutricionista.

3. Considere o seu estilo de vida

Cada nutricionista possui uma forma de atuar, seja com um processo mais gradativo de construção de novos hábitos alimentares, seja com intervenções mais impactantes e que exigem maior comprometimento e abertura à mudança.

Para que o trabalho desenvolvido possa alcançar os objetivos traçados, você precisa encontrar a intervenção que melhor se adéque à sua rotina e à maneira como você está disposto a incluir a alimentação saudável no seu estilo de vida.

A personalização como a chave para o sucesso

Considerando os diversos tipos de nutricionista, o segredo para escolher bem esse profissional está na sintonia entre as demandas de cada paciente e a intervenção especializada em uma determinada área da Nutrição.

Agora que você já sabe que a importância da alimentação saudável vai muito além do emagrecimento ou da definição muscular, você está pronto para estabelecer uma parceria de sucesso com um nutricionista.

Quer saber mais sobre como um nutricionista pode te ajudar a conquistar a tão sonhada boa forma? Deixe sua pergunta nos comentários!