O segredo da força de Milo de Crotona

Há 2,500 anos atrás, um homem com uma força incrível se situava na antiga Itália. Seu nome era Milo de Crotona, o lutador com maior sucesso da época. Milo foi 6x campeão de luta livre nos jogos olímpicos da Grécia. Ele também dominava outras competições, como os jogos Píticos, do qual foi campeão por 7x e logo outros jogos como os Ístmicos 10x e os jogos Nemeus por 9x.

Agora, o que você deve estar se perguntando: O que Milo pode nos ensinar sobre treino e ganho de massa muscular? Você irá entender depois de ler o conto baseado em sua história.

Quantas vezes é preciso se alimentar ao dia, para o ganho de massa muscular?

Como Milo de Crotona conseguiu tanta força e massa muscular?

Como visto na introdução, Milo possuía uma grande força, resultado de uma boa estratégia, bem simples por sinal. Um certo dia, um bezerro havia nascido perto de sua casa, e o lutador então decidiu levantar o pequeno animal e carregá-lo em seus ombros.

No dia seguinte, ele retornou e fez a mesma coisa. Milo continuou sua estratégia por anos, carregando o bezerro em seus ombros a cada dia com seu crescimento, até que ele não mais era um bezerro e sim um touro. Os princípios do treino de força estão dentro deste conto lendário de Milo:

1. Comece com pouca carga

Por acaso Milo começou carregando o touro no primeiro dia? Com certeza não. Então por qual motivo você estaria aumentando todas as suas cargas nos primeiros dias? Por isso, comece com baixa intensidade, cargas moderadas. Se você pratica outra atividade física, lembre-se de ir avançando com baixa intensidade. Milo nunca poderia ter começado com um touro, ele não teria conseguido levantar nem metade do animal e logo estaria lesionado, pois seu corpo não estava condicionado a tal peso e intensidade.

2. Mantenha o ritmo dos treinos

Outro fato interessante é a frequência, da qual é muito importante para evoluir dentro do esporte. Milo também não teria levantado o touro em vezes alternadas, sem ter feito todo o progresso de carga, que foi carregar o animal todos os dias, e de pouco em pouco, o animal ficava mais pesado.

É muito normal notar academias cheias em vésperas de feriados ou próximo do verão e outros períodos a mesma se encontra vazia, não é mesmo? Mas, será que essas pessoas conseguiram manter seu nível de intensidade, treinando dessa forma? Por isso, mantenha frequência dentro do seu esporte, para que haja progressão de carga, massa muscular e condicionamento.

3. Lento, gradual e razoavelmente

Um peso aqui, outro ali! Todos os dias o bezerro ganhava um pouco de peso. E logo, esses pequenos kilos, se tornaram significantes em pequeno espaço de tempo.

Funciona exatamente assim. Você consegue agachar com 1kg a mais essa semana do que na passada? A maioria provavelmente conseguiria. E se você adicionar 1kg por semana por 2 anos, estaria agachando com 100 kg a mais do que faz hoje. Quantas pessoas que conhece que está agachando com essa proporção de peso hoje, quando comparado a anteriormente? Não são muitas.

Pequenos ganhos adicionados rapidamente. Uma caminhada em ritmo acelerado pode levá-lo longe. O peso na barra deve aumentar como o peso do bezerro: Lento, gradual e razoavelmente.

Conheça o melhor suplemento para ganho de força!

Chaves para progressão muscular

A – Limite – (comece com cargas baixas e maior volume de repetições)

B – Consistência no treinamento (frequência)

C – Melhora gradual (kg por kg)

Conclusão sobre o ganho de força de Milo:

O que aprendemos como Milo de Crotona? para evoluir, é preciso ter consistência. É dessa forma que grandes atletas dos quais admiramos treinam. Tenho certeza de que nunca viu nenhum deles começando seus treinos em dias e logo estavam nas olimpíadas. Por trás disso, existe uma história, da qual você também pode criar e se tornar um grande campeão, assim como Milo de Crotona.

Quantas vezes devo ir à academia na semana?

Albumina, a super proteína!

 

albuminaEgg Protein ou albumina, se tornou um suplemento favorito para os praticantes de atividade física. O mesmo veio bem antes da caseína e Whey Protein, ficando famoso na década de 90. Com o passar dos anos a albumina continuou a crescer e criar popularidade. Era essencial na alimentação de quem procurava maiores ganhos musculares. Albumina continua a se destacar, pois além de ter uma boa quantidade de proteína, possui outros nutrientes essenciais.

Benefícios da Albumina

Albumina, feito da clara dos ovos, providencia uma proteína de alto valor biológico. Em apenas uma porção do produto, é possível obter 27g de proteína, ou seja, esse valor é 4x maior quando comparado a um único ovo.  Além da grande praticidade no momento do consumo.  O produto também é livre de lactose, o que vem a ser uma excelente alternativa para indivíduos intolerantes à lactose. Sua quantidade de carboidratos é extremamente baixa, o que vem a ser mais um beneficio para quem se adapta a uma alimentação com baixo consumo de carboidratos. Como o suplemento é feito da clara dos ovos, seu índice de gorduras também é baixo.  A proteína é de lenta absorção, favorecendo então a saciedade por tempo prolongado, irá reduzir a vontade de atacar a geladeira.

Crie receitas com o produto

Além de fazer de consumir o produto em ‘’shakes’’ também é possível inovar em receitas, como panquecas, bolos, frutas, crepes e etc. O segredo é adequá-lo á suas necessidades da melhor maneira possível.

clara do ovo

Qual melhor horário para consumo?

Albumina como visto nos tópicos anteriores, é uma proteína extremamente versátil e pode ser tomada a qualquer horário do dia, lembrando que a mesma não substitui nenhuma alimentação, ela pelo contrario irá complementar. Sendo ela uma proteína de lenta digestão, é interessante utilizar em períodos como; café da manhã, lanches da manhã, lanches da tarde e ceia. Para que assim, você se mantenha saciado por um período mais longo.

O produto é saboroso?

Sim! Nossa Albumina conta com quatro tipos de sabores; Natural, chocolate, baunilha e morango, atendendo assim a todos os tipos de paladares. Sendo um produto extremamente cremoso.

Whey Protein X Albumina

Essa é uma pergunta que sempre iremos escutar.  Sendo a albumina uma proteína animal, é a mesma coisa que Whey Protein? A albumina é uma proteína de alto valor biológico assim como o Whey Protein. Portanto, pode ser comparado sem problema algum. Algumas diferenças entre ambos são: tempo de absorção e digestão, sendo a albumina um produto de lenta absorção, além de ser livre de lactose.

Existem colaterais?

Pode ocorrer, sendo um dos mais comuns o aumento dos gases, possíveis cólicas. Tudo é claro, irá depender da sensibilidade de alguns indivíduos e a quantidade consumida.

Esse produto auxilia no emagrecimento?

Por ser um produto de média-lenta absorção, poderá ser interessante seu uso em períodos como lanches, saciado por um período maior, assim você evita de comer ‘besteiras’ ou assaltar a geladeira.  

Albumina e síntese proteica

A utilização de 20g de albumina logo após o treinamento resistido, já é o suficiente para estimular a síntese proteica.

Ingested protein dose response of muscle and albumin protein synthesis after resistance exercise in young men1–3

Daniel R Moore, Meghann J Robinson, Jessica L Fry, Jason E Tang, Elisa I Glover, Sarah B Wilkinson, Todd Prior, Mark A Tarnopolsky, and Stuart M Phillips. 

 

Quais os melhores suplementos para quem participa de competição

 

Qual a importância dos aminoácidos para o crescimento muscular?

aminoácidosOs aminoácidos constituem até 35% da massa muscular em um corpo humano e, em função disso, eles são indispensáveis para a constituição e manutenção dos músculos.

Entre os 20 principais, o organismo consegue produzir alguns aminoácidos não essenciais, como a glicina e glutamina. Porém, quase metade desses aminoácidos importantes – 9 exatamente – são essenciais, ou seja, não são fornecidos pelo corpo. Neste caso, a solução é buscá-los em alimentos ou por meio de suplementos.

Quando o objetivo principal é o ganho de massa muscular, é preciso aliar essa suplementação à uma alimentação saudável e rica em proteínas.

Pois os aminoácido essenciais são encontrados, justamente, em alimentos proteicos como a carne bovina, o frango e os ovos.

Por que consumir o aminoácidos para ganhar massa muscular?

O BCAA é um aminoácido de cadeia ramificada composto pela valina, isoleucina e leucina.

Tornando-o um dos componentes internos mais importantes do músculo, pois ele auxilia na produção, manutenção e reparação muscular.

Além disso, os compostos do BCAA reduzem a fadiga muscular, promovem uma recuperação rápida, reduzem a perda de aminoácido durante a prática de exercícios físicos e auxiliam na absorção de proteína.

Que tal navegar pelo site da NewNutrition e saber mais sobre este suplemento ideal para aumentar o crescimento muscular? Aproveite nossa loja virtual e adquira o BCAA!

Os 20 Principais Suplementos para Musculação

Com uma vasta quantidade de suplementos alimentares no mercado, fica difícil saber qual produto escolher ou até mesmo como tomar, e para facilitar a sua vida resolvemos juntar nesse artigo em especial, quais suplementos são mesmo necessários para o seu dia a dia.

Então aqui vai o nosso Top 20 Suplementos para musculação:

1. Whey Protein concentrado

O treino de musculação gera micro lesões na musculatura, que posteriormente precisa se regenerar para que aconteça o ganho de massa muscular. Porém, para essa regeneração acontecer envolvem outros fatores tais como: dieta adequada, descanso e boas horas de sono. Os aminoácidos são essenciais neste processo! E eles formam as proteínas, com isso um suplementos como Whey Protein é composto por vários aminoácidos: Leucina, Valina, Glutamina, lisina, Triptofano, arginina entre outros. É um suplemento curinga para musculação.

O Whey Protein, que também pode ser chamado de Whey Concentrado é um dos produtos mais conhecido do mercado nutricional, por ser um dos suplementos mais completos além de ter ótimo custo e benefício. 

O Whey é indicado para qualquer hora do dia, e foi popularizado o consumo no pós-treino, ele pode ser consumido também em outros horários que seu corpo necessite de proteína como no desjejum, antes de dormir, pré-treino ou entre as refeições. 

2. Creatina

A creatina é um dos aminoácidos substanciado dentro do nosso organismo, e é muito utilizado por nosso tecido muscular para produzir o precursor de ATP, que é a fonte de energia para a contração muscular.

É o suplemento que mais foi estudado ao longo dos anos, e talvez graças a esses estudos é possível saber que é um dos melhores suplementos que existem, peça chave em qualquer dieta de hipertrofia.

A sugestão de uso é de 3 a 9g por dia, e este é o suplemento mais indicado para musculação.

3. BCAA

O BCAA (Branch Chain Amino Acids , ou Aminoácidos de Cadeia Ramificada) é um suplemento alimentar composto por leucina, valina e isoleucina que são aminoácidos essenciais, e que o nosso corpo não produz sozinho e são obtidos a partir de uma alimentação saudável.

Quem pratica atividades físicas de alto rendimento, precisa de uma maior demanda desses aminoácidos, muitas vezes mesmo com uma dieta balanceada pode ser necessário o consumo do BCAA para auxiliar na recuperação e performance do atleta.

O BCAA pode ser consumido pré, intra e pós-treino, de acordo com a orientação do Nutricionista.

4. ZMA

O ZMA é uma fórmula mineral que foi desenvolvida também para auxiliar na recuperação, é composto por zinco, magnésio e vitamina B6. Estudos recentes afirmaram que há uma carência nutricional para quem levanta peso, que é a falta de vitaminas e minerais (zinco, magnésio) elas são essenciais para varias funções do seu organismo como a melhoria do seu sistema  imunológico. A vitamina B6 auxilia na função anticatabólica, ajudando a recuperação muscular.

É recomendado tomar ZMA no pré ou pós-treino, mas ele também ficou popularmente indicado antes de dormir, por existir relatos que ele gera relaxamento muscular por conta do magnésio.

5. Glutamina

A Glutamina é um aminoácido produzido naturalmente por seu organismo, é responsável pela imunidade do corpo. Para iniciantes da musculação, é importante saber que é comum a imunidade cair no começo por conta dos treinos, e a suplementação com glutamina pode repor os estoques de glutamina, auxiliando na melhoria da imunidade além da recuperação e manutenção dos ganhos.

Este suplemento é muito indicado por médicos no tratamento de algumas doenças autoimunes, (HIV, Câncer) doenças intestinais entre outras, pois além de auxiliar com a imunidade, a Glutamina também é muito benéfica para microbiota e tem ação reparadora na mucosa e melhora a função de absorção.

A sugestão de consumo diária varia de 5 até 10g, os horários também variam, existem bons relatos do consumo no desjejum para melhora da imunidade, ou também antes de dormir para uma ação anti-catabólica.

6. Palatinose

Palatinose é famosa marca do suplemento Isomaltulose é um carboidrato de baixo índice glicêmico, proveniente da  beterraba.  O que significa que este suplemento será absorvido lentamente pelas células intestinais não provocando elevações bruscas da insulina, devido a esta caraterística a Palatinose fornece energia constante ao seu organismo. Por ser um carboidrato de baixo índice glicêmico pode ser utilizado por diabéticos, desde que dentro de um plano alimentar adequado.

Adicione uma porção de 30g (3colheres de sopa) de palatinose em 200ml de água ou bebida de sua preferência.

Pode ser consumido no pré-treino, até 40 minutos antes.

7. Waxy Mayze

O Waxy Maize é um suplemento alimentar feito a base da glicose, que ajuda a repor glicogênio que você perde durante o treino. Além de ser  um carboidrato complexo, facilmente digerido e absorvido, e que fornece energia gradativa para o organismo e é indicado para exercícios de longa e média duração.

Fornecer energia antes, durante e após a prática esportiva de longa duração. Contém ainda a vitamina C que atua combatendo o excesso de radicais livres produzidos durante o exercício físico.

Adicione uma porção de 30g em 200 ml de água ou bebida de sua preferência.  Pode ser consumida antes, durante e após o treino.

8. Polivitamínico

Polivitamínico, multivitamínico, centrum…ou qualquer outro nome que exista no mercado, este suplemento alimentar é conhecido por vários nomes no mercado, mas todos são a mesma coisa, um suplemento vitaminico e mineral de A-Z, um tablete por dia possuí 100% da dose diária recomendada de cada vitamina e mineral.

Este produto é essencial pois nem com a dieta mais perfeita, você ira conseguir suprir 100% das necessidades que o seu corpo precisa. Mas também é importante saber, que muitas vezes seu corpo não consegue absorver toda essa dose de uma vez, e a dica da New é a seguinte divida essa porção em até 3x ao dia, com uma faca corte o tablete em 3 e consuma em diferentes momentos do seu dia, assim tendo uma melhor absorção e aproveitando ao maximo este produto.

Fornece em uma dose (1 tablete) 13 vitaminas e 9 minerais importantes para o adequado desenvolvimento do organismo.

9. Vitamina C

A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, é abundante em vegetais e frutas cítricas. Uma vitamina hidrossolúvel e potente antioxidante que ajuda a manter o tecido conjuntivo, Incluindo ossos, vasos sanguíneos, e pele, absorção de ferro, antioxidante e ajuda no sistema imunológico.

É recomendado consumir um tablete mastigável junto ao café da manhã ou junto ao jantar.

Um único tablete que aliais é muito gostoso, tem 100% da dose que o seu corpo precisa diariamente.

10. Ômega 3

O suplemento formulado com óleo de peixe, que é o Omegâ 3 um ácido graxo poliinsaturado que exerce funções importantes no seu organismo. Seus principais componentes são: o ácido alfa-linolênico (ALA), o ácido eicosapentaenóico (EPA), e o ácido docosahexaenóico (DHA). O EPA e DHA são considerados ácidos graxos essenciais. Diversos estudos demonstram que a ingestão adequada contribui para o equilíbrio da pressão arterial e dos triglicérides, além de ser muito importante para a saúde das artérias e do coração.  O consumo regular do ômega 3 também traz benefícios para o sistema nervoso (podendo contribuir no controle dos sintomas de depressão e do Alzheimer), controle da obesidade, para a saúde dos olhos e da pele, melhora de quadros inflamatórios (artrite e doenças inflamatórias intestinais) e ainda auxilia na qualidade de vida de indivíduos da melhor idade.

É recomendado consumir 1 capsula junto ao café da manhã,  após o almoço e outra após o jantar.

11. Pasta de amendoim

O amendoim possui elevada quantidade de nutrientes como proteínas, fibra alimentar, gorduras (ás boas é claro) e baixa quantidade de carboidratos. É considerado também, uma excelente fonte de vitaminas e minerais . A pasta de amendoim contém fitosteróis, ácido cumárico e resveratrol, antioxidantes que em conjunto com a vitamina E ajudam na manutenção do organismo.

É uma excelente fonte de energia e pode ser utilizada tanto para dieta de atletas como para redução e manutenção de peso, pois além de ser um alimento prático e saboroso de ser consumido, também fornece nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo, como: proteínas (aminoácidos), vitaminas, gorduras boas e carboidratos (de baixo índice glicêmico).

É indicado para pessoas que buscam aumentar o consumo de proteínas e uma fonte saudável de energia. É uma excelente opção para quem frequenta academias e também para que faz dietas de emagrecimento. A quantidade de consumo varia de acordo com a necessidade de cada pessoa.

Pode ser consumida no café da manhã e após o treino.

12. Adoçante Stevia

A Stevia é um adoçante dietético totalmente natural, desenvolvido com os adoçantes estévia e taumatina, visando atender aos consumidores que precisam adoçar seus alimentos e bebidas de maneira saudável e ainda manter seu sabor agradável. Possui apenas 1 kcal por porção, que substituindo a quantidade equivalente em açúcar reduz em mais de 95% as calorias ingeridas, ajudando naquela dieta rigida.

Recomenda-se consumir como substituto do açúcar convencional em suas receitas diárias. Utilize para adoçar sucos, café, chá ou outros alimentos e bebidas de sua preferência.

13. Coenzima Q10

A Coenzima Q10 é uma substância natural produzida por seu organismo. Ela também pode ser encontrada em certos alimentos, como carne de vaca, sardinha, espinafre e amendoim. A Coenzima Q10 é necessária para o uso eficiente do oxigênio nas células do organismo, na função de produção de energia. Também desempenha um papel de antioxidante celular, favorecendo a redução dos danos causados pelos radicais livres.

Muitas pesquisas indicam que a redução da Coenzima Q10 no organismo está associada a doenças cardíacas. Mantendo-se os níveis adequados de Coenzima Q10 observa-se o fortalecimento da musculatura do coração, um fator importante para a prevenção de ataques cardíacos. Além das propriedades antioxidantes, a Coenzima Q10 também apresenta propriedade antienvelhecimento e favorece o estímulo do sistema imunológico.

Indicado tomar em pré e pós treino.

14. Batata Doce

É um suplemento formulado exclusivamente com a batata doce roxa integral em pó, submetida apenas ao processo de secagem e moagem. Assim, o suplemento mantém todos os benefícios do consumo da batata doce roxa e integral (com cascas). Além disso, por não ter sido submetido ao cozimento, a matéria prima do suplemento mantém todos os nutrientes do alimento na sua forma natural. A batata doce é um alimento muito nutritivo. Apresenta boas quantidades de carboidratos complexos, fibras alimentares, vitamina A, E, vitaminas do complexo B, minerais como cálcio, ferro, magnésio, manganês e potássio.

Também pode ser acrescentado nas receitas diárias (bolo, pães, tortas, etc) como opção saudável de carboidratos. É muito comum ser consumida juntamente a um shake de proteína como whey protein no pré-treino.Misturar 30g (1 medidor ) em 200 ml de água ou bebida de sua preferência.

15. Colágeno

O Colágeno é uma proteína presente no nosso organismo. Sua principal função é formar as fibras que dão sustentação à pele, cabelos, unhas, ossos e cartilagens.  Com o passar dos anos ocorre uma queda progressiva de colágeno no organismo, sendo que após os 30 anos esta perda se acentua para 1% ao ano. A deficiência de colágeno começa a ser notada com a diminuição da elasticidade da pele e, consequentemente, com o aparecimento de rugas.

O colágeno hidrolisado é bem absorvido pelo organismo, fornecendo frações proteicas importantes para aumentar a quantidade de colágeno no corpo, reduzindo os efeitos causados pela sua queda.

É formulado com colágeno hidrolisado. Contém, ainda, vitaminas A, C e E e os minerais Ferro e Zinco que melhoram a absorção e o aproveitamento do colágeno pelo organismo.

Adicione uma porção de 10g em 200ml de água ou outra bebida de preferência, até a diluição total de produto. Consumir imediatamente após o preparo.


16. 
Mass Gainer (hipercalórico)

É formula de uma combinação perfeita de carboidratos, proteínas, lipídios, fibras e vitaminas e minerais, sendo um alimento completo e balanceado. Fornecendo carboidratos, proteínas, fibra, vitaminas e gorduras boas para seu organismo.

O Mass Gainer é indicado para você que necessita aumento de calorias e proteínas de execelente qualidade. Recomenda-se consumir nos intervalos das grandes refeições (lanches), antes de dormir ou após o treino.

Adicione uma porção de 130g em 250ml de água ou bebida de sua preferência. Poder ser consumido até 5 vezes por dia ou conforme orientação de médico ou nutricionista.

17. L-Carnitina

É um suplemento composto pelo aminoácido L-carnitna que pode ser sintetizado pelo seu organismo a partir dos aminoácidos essenciais. Além de possuir como principal função participar do metabolismo de lipídios, desta maneira, otimiza a oxidação dos lipídios disponibilizando mais energia para desenvolver as atividades.

Sua suplementação além da melhorar sua performance, ela também previne o estresse metabólico, auxiliando na recuperação muscular.

Ingerir 4 cápsulas, sendo 2 pela manhã e 2 antes da principal refeição do dia.

18. Albumina (egg protein)

A albumina é digerida e absorvida lentamente do que o whey protein, e mais rapidamente digerida e absorvida do que a caseína micelar. É indicado para você que necessita aumentar a ingestão de proteínas, que não seja de fonte bovina, e não apresente lactose em sua composição é uma proteína de excelente qualidade com absorção gradativa de aminoácidos para a corrente sanguínea.É ideal para aqueles que visam recuperação muscular, redução do catabolismo e hipertrofia muscular.Adicione uma porção de 30g de em 200ml de água ou bebida de sua preferência. Poder ser consumido de 2-3 vezes por dia conforme orientação de um médico ou nutricionista.

19. Pré-Treino 

O pré-treino é destinado a melhora da performance, de você que pratica atividades de média a alta intensidade e longa duração. Isto implica a melhor vasodilatação, provocando um aumento no fluxo sanguíneo, levando nutrientes e oxigênio aos músculos exercitados com mais eficiência. A combinação da beterraba (carboidrato de baixo índice glicêmico) com os carboidratos maltodextrina, waxy maize e isomaltulose permite um aumento nos estoques de glicogênio, além de otimizar seu consumo durante a prática esportiva. Isto pode ser utilizado como uma importante estratégia nos treinamentos e competições.

Destinados somente para pré-treinos.

20. Cafeína

A cafeína é indicado para você que trabalha o dia inteiro e sente cansaço durante o treino, a cafeína ajuda aumentar seu desempenho físico e auxilia na queima de gordura. Além de ajudar a reduzir fadiga, aumento de concentração e mais resistência

Recomenda-se consumir 1 cápsulas de Caffeine 210 até 30 minutos antes do treino.

 Gostou deste conteúdo? Veja também: Existe diferença entre treino de hipertrofia e definição?

 

Aprenda a fazer agachamento corretamente e ganhe muita massa muscular!

Apesar de ser um dos exercícios mais importantes em um treino, fazer agachamento pode ser uma tarefa difícil. Isso porque, quando mal feito, acarreta em diversos problemas, afetando, principalmente, a coluna.

Treinar o agachamento e aprender a executá-lo com perfeição é muito benéfico, pois além de ser um movimento essencial para as funções do dia a dia, ainda propicia o acúmulo de massa muscular, dando uma ótima base ao corpo.

Para você não errar essa ação, neste post vamos dar 3 dicas de como fazer o agachamento corretamente, ganhar muita massa e ainda preservar a coluna. Confira!

1. Conheça os benefícios de fazer agachamento

O agachamento é a melhor opção para desenvolver a musculatura da perna e aumentar a performance do atleta. Ele é completo e trabalha toda a parte inferior do corpo em um só movimento, ativando músculos do glúteo, posterior, abdômen, eretores, oblíquos e panturrilha.

Como fortalece diversos músculos ao mesmo tempo, torna-se uma excelente opção para a construção da massa magra. Isso ocorre porque as musculaturas, ao trabalharem juntas, proporcionam a possibilidade de aumento de carga com mais facilidade.

Além do aumento da força e da massa, outro excelente benefício está ligado à postura e inibição de lesões. Quem aprende a agachar corretamente, dificilmente vai realizar de forma errada o movimento nas tarefas do dia a dia.

2. Descubra quais os diferentes tipos de agachamento 

Agachamento frontal

O frontal é realizado com a barra apoiada na parte da frente do corpo, o que reduz a sobrecarga nos músculos da lombar. Porém, a sua execução é mais difícil, por isso ele é indicado para atletas avançados.

Agachamento no Smith

Indicado para os iniciantes, o smith é uma barra guiada, ou seja, ela é estável e não se move do aparelho, o que facilita a execução do movimento.

Agachamento lateral

O deslocamento é feito para o lado, trabalhando a musculatura lateral da coxa. É um ótimo exercício para os adutores. 

Agachamento sumô

O sumô difere do agachamento normal pelo ângulo de abertura das pernas. Ele é maior na articulação do quadril, ou seja, as pernas ficam mais afastadas. 

Esse pequeno aumento de distância faz com que o trabalho da musculatura seja mais forte nos músculos adutores da coxa.

O nível de dificuldade é médio, por isso com cuidado e ajuda pode ser executado por iniciantes.

Agachamento livre

No agachamento livre o atleta carrega a barra para fora do apoio e agacha livremente com ela apoiada no trapézio. Como o movimento nesse tipo de exercício é mais complexo, ele tem um nível de dificuldade médio, indicado para atletas que já executaram o agachamento no smith.

3. Aprenda a executar o movimento corretamente para ganhar massa

Agora que você já descobriu os principais tipos, é hora de aprender passo a passo como executar o movimento com perfeição:

  1. Afaste os pés fazendo com que fiquem alinhados um pouco além da linha dos ombros;
  2. Contraia o abdômen para proteger a lombar e a coluna;
  3. Apoie sempre a barra na região superior do trapézio, nunca no pescoço ou cervical;
  4. Jogue o quadril para trás, nunca para frente;
  5. Alinhe a coluna, projetando levemente o peitoral para frente;
  6. Posicione os joelhos em paralelo, cuidando para não virá-los para dentro ou para fora.

Realizando o agachamento

Afaste os pés, apoie a barra no trapézio e agache jogando o quadril para trás e contraindo o abdômen. Realize o movimento devagar, volte para a posição inicial e repita.

Importante: os joelhos nunca devem ultrapassar a linha dos pés, pois a curvatura perfeita da lombar vai ser prejudicada, resultando em sérios riscos de lesões.

Para ganhar massa magra, é interessante realizar o movimento com um peso que, no final das repetições, você sinta o músculo trabalhando. Faça de 10 a 15 repetições, descanse de 30 segundos a 1 minuto e repita o exercício 3 vezes.

Fazer agachamento é muito importante para desenvolver o conjunto muscular do corpo. Nunca se esqueça de que você deve sempre buscar a ajuda de um profissional da área.

Se você curtiu o post, deixe um comentário e nos conte como é o seu treino! 

Veja também: 

Os 3 principais exercícios para a hipertrofia dos músculos do peito

Para quem está buscando um peitoral grande e bem definido, falaremos, no post de hoje, sobre uma série de exercícios essencial para estimular a hipertrofia do peito.

Não há mistério para o desenvolvimento desse grupamento muscular: alguns exercícios clássicos são suficientes para o ganho de massa muscular e o desenvolvimento de músculos na região peitoral.

Muita gente não consegue obter os resultados esperados por justamente realizar as sequências erradas e com uma faixa incorreta de repetições.

Os melhores exercícios para o peito são aqueles que recrutam as fibras musculares ao máximo, visando sempre a progressão de cargas.

Está pronto para treinar realmente pesado? Então, conheça os 3 principais exercícios para a hipertrofia do peito e como fazer cada um deles!

1. Supino inclinado com barra

Esse exercício é um dos melhores para o desenvolvimento do peito. Para conquistar a hipertrofia, a dica é realizar 3 séries, com a variação de 4 a 8 repetições.

A ideia é utilizar a progressão de cargas para recrutar ao máximo as fibras musculares da região.

A dica é não fazer muito esforço na primeira repetição: assim, você consegue resguardar energia para as outras duas. Aumente o peso à medida que o número de repetições for diminuindo.

A maneira correta de fazer o supino inclinado com barra é: sentado em um banco com uma inclinação de 45 graus, segure a barra a uma distância superior à dos ombros. Tire a barra do suporte e faça com que ela desça até a linha dos ombros, estabilizando-a na linha do peito.

2. Crucifixo inclinado com halteres

Outro exercício clássico para o desenvolvimento do peitoral, o crucifixo inclinado com alteres pode ser feito em qualquer academia.

O objetivo desse treino é realizar as repetições até obter a falha muscular. Em um banco de 45 graus, pegue os halteres e os deixe descer até a altura dos ombros.

A primeira repetição deverá causar a sensação de que não dá mais para exercer nenhum movimento. Nas próximas repetições, a dica é diminuir o peso e descer com os halteres o máximo possível.

3. Supino declinado com barra

Para fechar essa série de exercícios com chave de ouro, falaremos agora sobre o supino declinado com barra.

Esse exercício é indicado para desenvolver as partes inferiores do peitoral de forma concentrada e bastante precisa.

Na execução do movimento, você deverá ter cuidado para não elevar demais os cotovelos. Dessa forma, os movimentos valorizarão a contração dos músculos do peito, melhorando os resultados obtidos.

Para não errar: deitando em um banco, pegue a barra com as mãos afastadas de acordo com a distância dos ombros. Baixe a barra lentamente até quase encostá-la no tórax. Empurre a barra para cima, evitando a extensão total dos cotovelos (para priorizar a contração muscular).

Seguindo essas dicas de exercícios, você vai estimular a hipertrofia do peito e garantir um desenvolvimento muscular de qualidade.

Logo após a execução dessa série, você será capaz de sentir os efeitos e resultados dos 3 exercícios.

Porém, além do estímulo muscular, é importante lembrar que uma boa alimentação aliada à ingestão de suplementos poderá potencializar os seus ganhos!

Gostou deste artigo sobre hipertrofia do peito? Então, assine já a nossa newsletter para receber as novidades assim que forem lançadas!

Veja também: 

Quantas vezes na semana devo treinar para ganhar massa muscular?

A quantidade de dias por semana que alguém deve ir à academia é algo que gera diversos questionamentos, especialmente, quando o objetivo do treino é ganhar massa muscular. Nesse sentido, um dos aspectos mais importantes para qualquer pessoa que queira se dedicar aos treinos, principalmente os iniciantes, é ter consciência de que o número indicado de dias para malhar varia de acordo com diversos fatores.

Dessa forma, mostraremos a seguir alguns aspectos que devem ser ponderados no momento de definir o número semanal de dias de treinamento para cada tipo de pessoa que deseja o ganho de músculos. Acompanhe e adeque seu treino ao seu perfil!

Condição física

Quando alguém frequenta a academia há muito tempo, é natural que a condição física já esteja adequada ao tipo de treino e ao intuito desejado. Contudo, quando se está começando, esse aspecto deve ganhar atenção especial, pois tentar fazer um treino mais pesado do que o indicado pode resultar em lesões.

Dessa forma, antes de pensar em aumentar a musculatura, é fundamental evitar que ela sofra contusões devido a esforços exagerados. Nesse sentido, a melhor opção é começar fazendo um treino de fortalecimento para deixar os músculos aptos à hipertrofia.

Para isso, o ideal é treinar de 4 a 5 vezes por semana, pois ter 2 ou 3 dias de descanso é essencial para que a musculatura possa se regenerar após o desgaste sofrido. Assim, gradualmente será possível focar em aparelhos que proporcionem o ganho de massa muscular, sem correr o risco de sofrer lesões.

Em relação à condição física, é importante ressaltar também que aqueles que fazem outras atividades, como jogar futebol ou andar de bicicleta, não devem praticar musculação mais do que 5 vezes por semana. Isso porque essas atividades também desgastam a musculatura, fazendo-a precisar de mais tempo para se recuperar.

Condição fisica

Alimentação e uso de suplementos

A alimentação é um dos pontos que mais merecem atenção em relação ao ganho de massa muscular, ela é essencial nesse processo. Independentemente do nível do praticante, ter uma alimentação adequada e fazer uso dos suplementos alimentares corretos são fatores cruciais para alcançar os objetivos almejados.

Pessoas que aliam o uso correto de suplementos a uma boa alimentação rica em carboidratos, gorduras saudáveis e proteínas como por exemplo Whey Protein, mesmo que treinem apenas 3 ou 4 vezes por semana, apresentam resultados melhores. Isso se comparado àqueles que vão à academia 5 ou 6 dias semanais, mas não têm uma alimentação adequada.

Vale destacar que o uso de suplementos deve ser feito sempre com o acompanhamento de um profissional especializado no assunto. Principalmente, quando o objetivo é ganhar massa muscular. Muitas pessoas, por desejarem acelerar o ritmo de crescimento da musculatura, acabam fazendo uso indiscriminado de algumas substâncias, o que pode gerar sérios riscos à saúde.

suplementos alimentares

Estilo de vida

Outro fator que influencia bastante no rendimento de quem pratica musculação é o estilo de vida. Usemos como exemplo um jovem que consome bebida alcoólica constantemente, não tem uma dieta adequada, dorme menos de 8 horas por dia e tem uma rotina muito estressante.

Nesse caso, mesmo que ele vá à academia 5 ou 6 dias na semana, dificilmente, conseguirá obter os mesmos resultados de alguém que faz o mesmo treino que ele apenas 4 vezes por semana, mas que tem um dia a dia menos estressante, se alimenta bem, não bebe frequentemente e dorme pelo menos 8 horas por noite.

Isso acontece, porque fatores como uma má alimentação, poucas horas de sono e o consumo em excesso de álcool, causam grande desequilíbrio no organismo. O que prejudica a capacidade de recuperação do corpo após o treino, aspecto que, como já foi mencionado, é determinante para deixar a musculatura apta ao desenvolvimento.

Tempo disponível para treinar

O tempo disponível para treinar e a qualidade dos exercícios realizados são determinantes para o sucesso na busca pelo ganho de massa. Estes aspectos influenciam diretamente no desenvolvimento da musculatura e na sua capacidade de recuperação.

Assim, quando alguém, por exemplo, tem uma hora à disposição para treinar em 4 dias na semana e apenas 30 minutos nos outros 3, investir na qualidade do treino nos dias com mais tempo é a melhor alternativa. Ou seja, a qualidade dos exercícios é mais importante que a quantidade, especialmente em relação ao ganho de massa muscular.

Na verdade, 3 ou 4 dias treinando 1 hora de maneira dedicada e com foco nos objetivos almejados é o suficiente para gerar excelentes resultados. Principalmente, em pessoas que aliam seus treinos a um estilo de vida saudável e uma boa alimentação.

Idade e a sua interferência na capacidade de ganhar massa muscular

A idade é um aspecto que interfere significativamente no potencial do corpo humano em geral. Isso fica bastante claro, por exemplo, quando pai e filho disputam uma partida de futebol juntos, pois é bastante provável que aquele com mais idade rejeite o convite do filho para ir jogar novamente no dia seguinte.

Isso acontece, porque pessoas mais jovens têm maior capacidade de recuperação após seu corpo sofrer os impactos de uma atividade física. Na musculação isso funciona da mesma forma. Ou seja, quanto mais novo for o praticante, mais rápida será a sua recuperação após o treino.

Dessa forma, pessoas mais novas conseguem treinar mais vezes na semana, 5 ou até 6, e estarem aptas ao esforço novamente no dia seguinte, além de terem um melhor ganho efetivo de massa muscular.

Já aqueles que têm mais de 35 ou 40 anos, dependendo das condições físicas em geral, tendem a ter uma recuperação muscular mais lenta. Se eles forem à academia mais de 4 vezes por semana, é bastante provável que fiquem extremamente fadigados e não consigam desenvolver a musculatura.

De maneira geral, o que podemos afirmar é que todos esses aspectos variam segundo cada pessoa, o que inviabiliza a definição de uma quantidade ideal de dias de treino por semana. Contudo, o essencial é ter consciência de que, independentemente do perfil, ganhar massa muscular é algo gradativo e que exige muita dedicação.

Gostou do conteúdo sobre ganhar massa muscular? Tem alguma sugestão ou história interessante pra compartilhar sobre os seus dias de treino? Então, deixe seu comentário, teremos o maior prazer de ler o seu relato!

Por que o álcool atrapalha os ganhos de massa muscular?

A ingestão de bebidas alcoólicas com frequência e em grandes quantidades, podem estar comprometendo os resultados não apenas de quem quer emagrecer, como também quem visa a hipertrofia!

Há um consenso entre os profissionais da área de nutrição, educação física e medicina: o álcool atrapalha os ganhos de massa muscular. De forma geral, há muitas razões para isso. É lógico que o álcool não é o único fator que pode comprometer seu treino para ganho de massa muscular. Dieta, estímulos adequados e descanso são muito importantes para este objetivo. Mas mesmo que você esteja fazendo tudo certo, mas continuar bebendo álcool, seus resultados serão comprometidos.

A explicação para isso é fisiológica. Não é radicalismo, apontando que você não deve beber nem uma cerveja. Equilíbrio é fundamental neste quesito e principalmente, entender os efeitos do álcool sobre o ganho de massa muscular.

Como o álcool atua no corpo?

Toda bebida alcoólica que ingerimos tem sua absorção no intestino delgado. Porém, em quantidades pequenas, esta absorção acontece no estômago ou cólon. Para que essa absorção ocorra, o fígado produz uma enzima chamada desidrogenase (ADH). Esta enzima transforma o álcool em acetaldeído. Esta substância é lesiva ao organismo, pois se liga as proteínas e modifica sua estrutura. Para piorar, a absorção do álcool é muito lenta, de cerca de 0,1 g/L por hora. Desta maneira, ele fica muito tempo afetando negativamente todo o seu metabolismo.

Some isso ao fato de que cada grama de álcool tem 7 calorias e teremos um outro porém: o álcool, em grandes quantidades engorda (e muito).

Mas sem sombra de dúvidas, o efeito mais devastador em termos fisiológicos, é a perda de nutrientes que o álcool proporciona. Some isso a redução de testosterona que ele causa e teremos um quadro terrível para o ganho de massa muscular. Lembrando que estes efeitos podem ser crônicos ou agudos, dependendo do caso e das quantidades ingeridas.

De que forma o álcool atrapalha os ganhos de massa muscular?

Na verdade, é uma série de fatores, que atuam em cadeia, uns ligados aos outros. Também é importante ressaltar que isso está ligado a individualidade e principalmente, a quantidade de álcool ingerida e a sua frequência.

O primeiro ponto, da ingestão de álcool em longo prazo, é a redução gradual da testosterona circulante. Existem diversas reações bioquímicas que fazem com que a testosterona tenha sua produção reduzida. Este é talvez, um dos fatores mais impactantes do álcool sobre os ganhos de massa muscular, já que a testosterona é o principal hormônio para quem quer hipertrofia.

Para piorar, a síntese proteica é drasticamente reduzida com a queda na produção e disponibilidade da testosterona. Isso faz com que, mesmo que você treine e faça dieta, tenha resultados reduzidos em termos de ganho de massa muscular. Mas isso vale apenas para quem bebe muito? Depende! Existem estudos (Venkat, 2009) que demonstram uma redução significativa nos níveis de testosterona em homens ativos que ingeriam 30 gramas de álcool por semana (aproximadamente 2 taças de vinho).

Veja também: 11 piores erros de quem quer emagrecer e como evitá-los

Como se tudo isso já não fosse o suficiente, temos um outro agravante que prejudica o aumento da massa muscular. Quem ingere álcool, faz com que o corpo entre em um processo de “limpeza”. Isso gera uma desidratação. O corpo tenta eliminar o álcool e com isso, joga fora também nutrientes em geral.

Com isso, reduzimos a quantidade de proteínas, vitaminas, minerais e outros elementos fundamentais para quem quer ganhar massa muscular.

Mas estes efeitos são crônicos? É possível retardá-los ou eliminá-los? Tudo tem que ser analisado em termos mais amplos. O álcool, em pequenas quantidades, pode ser benéfico para o organismo. Bebidas como o vinho e a cerveja, quando ingeridos de forma controlada, podem melhorar o HDL e melhorar a proteção a doenças cardiovasculares.

Enfim, equilíbrio é fundamental e a ingestão de álcool deve ser feita com muito cuidado e sensatez! 

Referências:
Venkat, KK. Effect of alcohol consumption on bone mineral density and hormonal parameters in physically active male soldiers. Epub 2009

6 erros comuns que iniciantes cometem ao tentar ganhar massa muscular!

Erros comuns e que podem comprometer os resultados de quem está iniciando agora na musculação!

Os iniciantes, quando começam um programa de treinamento, muitas vezes tem dificuldades em conseguir resultados sustentáveis. Iniciam seu treino, veem os primeiros resultados, mas logo tudo fica estagnado. Isso acontece, na grande maioria dos casos, por causa de erros básicos. Os iniciantes que querem ganhar massa muscular, precisam de um treino adequado, bem como de uma dieta alinhada.

Somando a falta de informação e conhecimento, com a falta de orientação adequada, temos um quadro de falta de resultados.

Para te auxiliar a não cometer tais erros, veja agora 6 erros comuns que iniciantes cometem ao tentar ganhar massa muscular!

Iniciantes que querem ganhar massa muscular, não cometam estes erros!

1. Querer treinar como um atleta avançado

O sujeito entra na academia, começa a treinar e no primeiro sinal de melhora da capacidade física, já quer copiar o treino de alguém que já pratica musculação há muitos anos. Resultado: falta de resultados! Além disso, ao realizar um treino que seja inadequado para sua aptidão física, você ainda terá mais chances de se lesionar.

É fundamental que o iniciante que quer ganhar massa muscular, tenha total cuidado com a progressão das cargas e tenha paciência. Isso será a base para ter resultados consistentes e duradouros!

2. Tentar usar cargas elevadas

A musculação, ao contrário do que muitos acreditam, não é feita apenas por elevadas cargas. Existem inúmeras formas de treinar com eficiência, sem precisar usar cargas elevadas. Para um iniciante, isso é ainda mais importante!

Como ele ainda está em uma fase de adaptação, onde está ocorrendo a melhora da coordenação dos movimentos, temos de ter muito cuidado para não exagerar na carga. Neste sentido, é fundamental que seu treino seja pensado com uma progressão correta, onde a qualidade dos movimentos sempre esteja em primeiro lugar.

Além disso, o iniciante precisa ter um foco na melhora da qualidade dos movimentos e principalmente, da consciência corporal. Para isso, usar cargas altas não apenas é ruim, como também prejudica os resultados!

Veja também: As melhores fontes de proteínas para quem quer ganhar massa muscular

3. Não ter um treino individualizado

Pelo fato de ser um iniciante, muitos acreditam que não precisam de um treino específico, feito de acordo com suas necessidades. Ledo engano! Se você tiver um bom treino, que seja adequado as suas necessidades, desde o início, você evitará problemas futuros.

Por isso, se possível, tenha um bom profissional acompanhando seus treinamentos!

4. Dieta é a base para ganhos consideráveis!

A dieta é fundamental para ganhar massa muscular. Você pode treinar do jeito que for, se não tiver uma dieta alinhada e adequada, não terá resultados efetivos. Não tem jeito! Isso porque a dieta é o que oferta ao nosso corpo, todos os nutrientes que são necessários para a hipertrofia.

Desde os carboidratos, que são usados como fontes energéticas, até as proteínas, que “reconstroem” os músculos que foram danificados no treinamento, até mesmo os demais minerais. Todos são fundamentais para que o iniciante possa ganhar massa muscular!

5. Descansar adequadamente

Dormir bem e descansar é fundamental para quem quer ganhar massa muscular. Para os iniciantes então, é primordial! Quanto melhor for o seu descanso, melhor serão os resultados. Isso porque no sono, acontecem os processos de supercompensação, que irão trazer o aumento de massa magra!

Veja também: Dieta maromba: top 13 alimentos para ganhar massa

6. Treinar só antes do verão

Para ter resultados de fato, você precisa treinar de forma continua. Caso contrário, será sempre um iniciante! É fundamental que você treine por mais tempo, para construir uma boa base de desenvolvimento muscular.

Por isso, treine o ano todo e não apenas antes do verão!

Estas são algumas dicas para você construir massa muscular e ter excelentes resultados, mesmo sendo um iniciante!  

Suplementos alimentares para ganhar massa: há um limite de uso?

É cada vez mais comum encontrar pessoas que fazem uso de suplementos alimentares para ganhar massa muscular. Você já parou para ponderar qual é o limite para que esse uso seja saudável e não comprometa a sua saúde?

Muitas pessoas não pensam nisso e fazem o uso de forma desregulada, sem nenhum tipo de acompanhamento ou indicação. Quer saber o resultado? Efeitos colaterais e pouca eficácia no ganho real de massa, o que ninguém quer. Para não cair nessa cilada, continue conosco e veja que existe um limite para o uso!

Quando optar pelo suplemento

O suplemento alimentar, como o próprio nome leva a entender, tem o objetivo de complementar a sua alimentação. Então, antes de começar a fazer uso da suplementação, é muito importante que você tenha uma dieta equilibrada e, a partir dela, perceba o que você vê como falha que deve ser complementado.

Não é sempre que a suplementação é indicada, dependendo muito de caso para caso, já que existem alguns alimentos que podem aumentar a sua massa de maneira mais natural e leve, por exemplo.

A melhor maneira de fazer isso e ter esse conhecimento é com um profissional capacitado e especializado. Nesse caso, o mais indicado é um nutricionista. Então, nada de ouvir seu personal trainner ou os amigos da academia, vá com calma e entenda que cada pessoa tem necessidades individuais.

Com tanto marketing, as pessoas querem começar tomando suplemento sem pensar em outras medidas ou por simples modismo, achando que essa é a única maneira de potencializar os resultados.

A importância do equilíbrio

Quem quer entrar em forma, seja para emagrecer, seja para crescer, é muito importante ter disciplina e uma dieta equilibrada. Muitas pessoas querem fazer isso de forma mais prática e justamente por isso acabam optando pelo uso da suplementação. Elas acreditam que conseguem atingir esses resultados de maneira mais rápida e sem grandes esforços. Mas, como já afirmamos, existe um grande risco pela falta de informação.

Veja o caso a caso que levantamos

Termogênicos

Os termogênicos são muito famosos no mundo fitness, já que aumentam a temperatura corpórea e, assim, prometem uma queima maior de calorias e a formação de músculos de maneira bem mais rápida. Entretanto, quando o consumo não acontece da forma correta, pode levar a problemas cardíacos ou, por sobrecarregar os rins, até a uma insuficiência renal.

Estimulantes

Os estimulantes são comercializados com um slogan inofensivo e prometendo uma dose extra de energia para que você consiga malhar com ainda mais força e intensidade. Com isso, fica mais fácil garantir a hipertrofia e o corpo com que você está sonhando, inclusive o ganho de massa que tanto quer. Entretanto, consumir da forma incorreta ou na dosagem errada também pode trazer danos à saúde, já que alguns dos seus componentes são contraindicados para algumas pessoas.

Além disso, eles usam muita cafeína, podendo afetar o seu sono ou deixá-lo pilhado demais. Aqueles que são à base de anfetamina, por exemplo, podem funcionar como uma adrenalina “ruim”, estimulando uma parada cardíaca ou trazendo outros danos, por sobrecarregarem o corpo e o coração. Sabendo que isso pode acontecer, é bem provável que você esteja percebendo como a dosagem correta é importante, não é mesmo?

Proteicos

Os suplementos formados à base de proteínas talvez sejam os mais comuns e reconhecidos no mercado, como o Whey Protein ou o BCAA. Como você já sabe (já que quer ganhar massa), as proteínas têm papel muito importante na constituição do seu corpo, já que elas são diretamente relacionadas com o metabolismo e com o crescimento dos músculos. Tudo isso sem contar que elas podem ajudar a prevenir o catabolismo, que é quando o seu corpo destrói a massa como forma de obter energia, e isso é o que nenhum praticante de musculação quer!

O consumo em excesso pode trazer problemas, já que o nosso corpo não digere as proteínas, mas os aminoácidos. Nesse caso, o excesso de proteínas pode não significar uma renovação proteica no seu corpo ou uma síntese maior de tecidos, como todo mundo que faz o consumo desse suplemento espera. Muito pelo contrário, o excesso pode significar um acúmulo maior de gordura corpórea (ao contrário do que muita gente acredita, as proteínas podem ser convertidas em gordura).

Vale lembrar que o consumo desregulado pode causar dores de barriga, desconforto e, em casos mais sérios, até mesmo um dano hepático. Alguns estudos recentes têm revelado que o consumo em excesso desse tipo de suplementação também pode aumentar o nível de prolactina.

Cenário geral

Além dos sintomas que compartilhamos aqui, dando casos específicos de alguns suplementos muito comuns e comercializados, é comum que algumas pessoas sintam tonturas, suor frio, palidez ou outros tipos de desconforto. Nesse caso, é muito importante procurar orientação e suspender o uso por um tempo, para conseguir monitorar se o sintoma é causado ou não pelo suplemento que se está consumindo. É muito importante ficar de olho e preservar sempre o bem-estar do próprio corpo.

Pare por alguns segundos para pensar como a realidade é comum. Quem não conhece alguém que faz uso de suplementos sem acompanhamento de um profissional? Quem nunca ouviu que não precisa de acompanhamento e que seu próprio personal ou amigo da academia pode indicar tudo? Como você pôde perceber hoje, a dosagem correta é tão importante quanto o efeito que pode gerar, sem contar que você previne os possíveis danos ou efeitos colaterais.

Para saber quais os melhores suplementos alimentares para ganhar massa, não deixe de pesquisar e conversar bastante com um profissional. Ele é capaz de ver qual é a sua rotina alimentar, se você tem deficiência de algum nutriente, problema hormonal ou até problemas mais sérios, como cardíaco e hepático. 

Tenha sempre em mente que a sua saúde é muito mais importante que um corpo escultural. E, além disso, os suplementos podem SIM funcionar como verdadeiros aliados, mas é importante que isso aconteça da maneira correta e com acompanhamento profissional. Eles ainda podem ser a melhor forma de ganhar massa muscular.